ARTIGO

Escola António José de Ávila sem condições

INSTALAÇÕES DESPORTIVAS, SALA DE CONVÍVIO, ACESSO ÀS NOVAS TECNOLOGIAS, LABORATÓRIOS, SÃO AS CARÊNCIAS APONTADAS

O professor Hildeberto Peixoto realça a ausência da Escola Básica do 1.º e 2º Ciclos, Ensino Artístico e Jardim de Infância (EB1,2/EA/JI) António José de Ávila (AJA), ainda popularmente conhecida como antigo Ciclo Preparatório da Horta, da lista de “algumas obras fundamentais para a ilha” [do Faial].

Numa publicação no Facebook, este docente da área da Educação Musical, que desempenha o cargo de vice-presidente do Conselho Executivo da AJA [na fotografia do topo, com direitos reservados], usa as reivindicações do último Conselho de Ilha do Faial (CIF), realizado no princípio do corrente mês, como forma de pôr em evidência o esquecimento a que considera votado aquele estabelecimento de ensino.

“Espero, sobretudo enquanto encarregado de educação, que na próxima legislatura as prioridades sejam repensadas e atualizadas”, escreve Hildeberto Peixoto [na fotografia, com direitos reservados], enumerando a falta de condições mínimas para a prática desportiva do 2.º Ciclo do Ensino Básico, que afeta mais de duas centenas e meia de alunos.

O meio milhar de estudantes que frequenta a AJA também não tem acesso, de acordo com o vice-presidente do Conselho Executivo, a espaço de convívio “para os dias de inverno”, nem, de forma “condigna”, às novas tecnologias na sala de aula.

Hildeberto Peixoto denuncia, ainda, a falta de laboratórios, acrescentando um significativo “etc. etc. etc…” e perguntando se “estas crianças não merecem mais atenção?”

Este professor equipara as necessidades da AJA a “algumas obras fundamentais para a ilha”, citando o CIF e enunerando a ampliação da pista do aeroporto, a segunda fase da variante, a reabilitação do porto comercial e a recuperação das termas do Varadouro.

O CIF decidiu manter nas reivindicações ao Governo os “temas pendentes” transitados de reunião anterior, sem qualquer alusão à escola.

O post do Facebook surge numa altura em que os problemas do Faial, como de outras ilhas, estão nas bocas do mundo em face das eleições que se aproximam.

A atividade docente de Hildeberto Peixoto, oriundo da Piedade do Pico, foi interrompida entre 2009 e 2017, por causa do exercício das funções de vereador da Câmara Municipal das Lajes do Pico, para o que foi eleito pelo Partido Socialista.

Standard

One thought on “Escola António José de Ávila sem condições

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s