COVID-19. Vacinação nos Açores dá prioridade a idosos e profissionais de saúde

Na fase inicial de vacinação a disponibilização do antídoto ocorrerá “primeiro nas ilhas Terceira e de São Miguel, por serem aquelas onde há transmissão comunitária”

DOM. 27 DEZ. 2020 — 13H02 | TEXTO: SOUTO GONÇALVES


Os idosos institucionalizados em lares, estruturas residenciais, rede de cuidados continuados e casas de saúde, bem como os profissionais de saúde e ainda os utentes com doenças e patologias que se encontram integrados no plano regional de vacinação serão os primeiros a receber a vacina contra a COVID-19.

Esta informação foi prestada ontem pelo secretário regional da Saúde e Desporto, que disse esperar a chegada das primeiras vacinas amanhã ou depois aos Açores.

Uma aeronave da SATA transportará para a região 9.750 doses da nova vacina. Na ilha Terceira está montada uma estrutura para armazenamento, à responsabilidade do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) e da Direção Regional de Saúde (DRS).

Cada pessoa receberá duas doses da vacina, com um intervalo de administração de 21 dias, por isso serão agora arrolados 4.875 indivíduos para receberem este antídoto que visa combater a COVID-19.

O critério de inoculação nos Açores não é o mesmo do Plano de Vacinação COVID-19 seguido a nível nacional, explicou Clélio Meneses, adiantando que a primeira fase de toma da vacina na região decorrerá até março de 2021. A segunda fase está programada para ocorrer de março a junho. A partir de julho será completado o plano de vacinação.

De março a junho serão contemplados os indivíduos com mais de 65 anos, bem como os que tenham entre 50 e 64 anos de idade e sejam portadores de patologias. Com a chegada do mês de julho entrar-se-á na fase de “inoculação genérica”, segundo o titular da pasta da saúde do Governo Regional dos Açores.

Clélio Meneses informou também que na fase inicial de vacinação a disponibilização do antídoto ocorrerá “primeiro nas ilhas Terceira e de São Miguel, por serem aquelas onde há transmissão comunitária”.

Entretanto, no mês de janeiro chegarão à Região Autónoma dos Açores mais vacinas, em número correspondente a 2% do total que for recebido no continente português.

As vacinas a administrar à população açoriana são provenientes da Bélgica e foram adquiridas à empresa Pfizer-BioNTeck.

Enquanto isto, a vacinação começou hoje em Portugal. A primeira pessoa a ser inoculada foi o médico infecciologista António Sarmento, que é diretor do Serviço de Doenças Infecciosas do Hospital de São João, no Porto. |X|

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s