COVID-19. Faial só com dois casos positivos ativos

Foi registada uma recuparação da COVID-19 no Faial nas últimas 24 horas, reduzindo para dois o número de casos positivos ativos nesta ilha.

A informação faz parte do comunicado diário da Autoridade de Saúde Regional (ASR). Nos Açores existem, presentemente, 841 casos positivos ativos, dos quais 797 em São Miguel, 40 na Terceira, dois no Faial e dois nas Flores.

Os dois casos do Faial pertencem à cadeia de transmissão local, localizada na freguesia da Praia do Almoxarife.

Até hoje foram detetados 2.781 casos de infeção pelo novo coronavírus em toda a região. 22 pessoas morreram em consequência da doença e houve e 1.823 recuperações.

FIM DOS TESTES INTERILHAS

O jornal Diário Insular, publicado em Angra do Heroísmo, noticia na sua edição de hoje que os testes interilhas poderão vir a ser cancelados. O governo baseia a decisão, segundo o jornal, no facto de ser baixo o número de infecções verificadas nas viagens aéreas nas ilhas e também na relação custo/benefício.

Enquanto isto, o internauta Devin Gomes, que mantém uma frequente presença no Facebook apresentando e comentando dados sobre a COVID-19, escreveu, ontem, que, “como no continente, o Governo Regional dos Açores também não esteve bem na gestão da pandemia durante a quadra festiva do Natal”.

[Gráfico: Devin Gomes]

“A ausência de medidas restritivas (localizadas), deixando ao critério da população fazer o que bem entendesse, foi um erro para quem conhece a nossa realidade social e cultural nestas épocas, bem como a realidade nos diferentes concelhos/ilhas. Um erro que vamos pagar na saúde e na economia”, prossegue Devin Gomes.

“Se era espectável um crescimento no pico do inverno, um aumento de 70% de novos casos em apenas cinco dias é algo inédito”, sublinha, para especificar: “Foram precisos 10 meses para chegarmos aos 500 casos ativos, mas apenas cinco dias para passar de 500 para 848”.

Devin Gomes lembra que ontem foi registado o maior número de casos ativos nos Açores (848) e o maior número de novos casos (132).

Numa altura em que é anunciada a intenção do governo de acabar com os testes interilhas, este faialense diz ser “imperativo um confinamento em São Miguel e para além dos testes para quem viaja, seria oportuno fazer uma restrição temporária de deslocações de São Miguel para outras ilhas, excetuando motivos imprescindíveis e inadiáveis”. |X|

SOUTO GONÇALVES [texto]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s