Tempo. “Respirar pelas guelras”

Mês de janeiro despede-se com uma semana de chuva

Precipitação “por vezes abundante” é o que se pode esperar na reta final do primeiro mês do ano de 2021, com uma folga amanhã, para combater a abstenção

Souto Gonçalves texto

Um dia de chuva na Horta, em 2020 fotografia de Souto Gonçalves

Invocando memórias do seu pai o internauta Martins Goulart usou uma forma imaginativa para caracterizar o estado do tempo cuja previsão para os próximos dias divulgou hoje no Facebook, conforme faz com regularidade.

Martins Goulart previne que “vamos ter que respirar pelas guelras” em face da possibilidade de nos últimos dias de janeiro o arquipélago dos Açores ser fustigado por chuva “por vezes abundante”.

Referindo-se à expressão “vamos ter que respirar pelas guelras” Martins Goulart explica que era este o modo utilizado pelo seu pai para anunciar a aproximação de dias chuvosos.

José António Martins Goulart é filho do médico António Sebastião Goulart, já falecido, natural da freguesia do Salão, ilha do Faial, que foi uma figura proeminente da sociedade faialense, como médico e político, tendo ocupado o cargo de presidente da Câmara Municipal da Horta.

De acordo com a previsão do estado do tempo avançada por Martins Goulart “a partir de hoje e durante toda a próxima semana, com pausas no domingo, até ao fim da tarde, e na quarta feira” o arquipélago encontrar-se-á sem proteção “em relação aos efeitos da aproximação e da passagem de vários sistemas frontais associados a uma série de depressões que evoluirão a norte” das ilhas.

“Tudo isto se deve ao posicionamento desfavorável do ‘nosso’ anticiclone, presentemente localizado a sueste do Açores”, explica Martins Goulart.

Conforme atrás referido tudo isto provocará “precipitação, por vezes abundante, e vento moderado a fresco de sudoeste, podendo ser muito fresco de terça a quinta-feira”, pormenoriza Martins Goulart, realçando que nem tudo são más notícias: “A única consequência positiva da evolução prevista, merecedora de relevo, refere-se à temperatura atmosférica que se manterá amena e estável (média 16º C, com amplitude térmica quase nula)”.

Em jeito de remate do seu “post” de hoje de manhã no Facebook Martins Goulart escreve que “felizmente, no domingo haverá um período suficientemente longo sem precipitação, assim facilitando a participação dos cidadãos no acto eleitoral”.

Amanhã, domingo, 24 de janeiro de 2021, recorde-se, decorrem as eleições presidenciais. |X|

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s