COVID-19. Passageiro contaminado descoberto na ligação aérea entre Lisboa e a Horta

Pelo menos mais um caso positivo identificado no Faial

A infeção por COVID-19 de um passageiro do voo S4 151 da Azores Airlines que ligou, na manhã desta terça-feira, 26 de janeiro, a capital portuguesa à ilha do Faial foi descoberta quando o avião já se encontrava no ar. Só assim se explica o facto do indivíduo ter embarcado, uma vez que não é permitido viajar sem a apresentação de teste negativo ao SARS-CoV-2 e, depois, ter sido o primeiro a desembarcar, isoladamente, por ordem da tripulação.

Com o avião na placa de estacionamento e os passageiros ainda nos seus lugares, foi escutada a indicação para que determinada pessoa, identificada pelo nome, se levantasse. Após um primeiro pedido, à segunda vez o indivíduo em causa correspondeu à solicitação.

Foram então seguidos os procedimentos de modo a que abandonasse a aeronave sozinho, processando-se de seguida o normal desembarque dos restantes viajantes.

A marcha dos acontecimentos mostra que este passageiro embarcou em Lisboa como sendo, supostamente, portador do requisito de mobilidade imposto pela situação pandémica que presentemente se vive no que toca ao transporte aéreo, ou seja, dispondo de um teste negativo à COVID-19. E também revela que, na altura do desembarque, já não reunia as condições para se deslocar de avião, isto é, o resultado do teste, afinal, não era negativo.

A Polícia de Segurança Pública interveio no processo conduzindo, no aeroporto da Horta, o cidadão envolvido neste caso até à alçada da autoridade de saúde concelhia.

A Autoridade de Saúde Regional (ASR) promoveu, entretanto, a participação ao Ministério Público da prática de um crime de propagação de doença contagiosa responsabilizando o passageiro protagonista deste episódio pelo facto de ter em sua posse um teste positivo à COVID-19.

Não é, neste momento, do conhecimento público o estado da investigação que se encontra a ser desenvolvida pelas autoridades policiais sobre este assunto, mas os factos atrás relatados mostram que existiu uma quebra de segurança associada às ligações aéreas sujeitas à exigência de prova de não contaminação pelo novo coronavírus dos respetivos utentes.

O cidadão implicado neste incidente realizou novo teste à COVID-19, cujo resultado será conhecido nesta quarta-feira, 27 de janeiro.

Prossegue, por outro lado, a testagem relacionada com os últimos casos de infecção pelo novo coronavírus no Faial. Nos resultados que dizem respeito às colheitas e exames realizados a residentes na terça-feira e que na quarta-feira serão divulgados existe pelo menos mais um caso positivo nesta ilha. |X|

Souto Gonçalves texto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s