Evacuação das Flores para a Horta

A Força Aérea Portuguesa realizou na tarde de hoje a evacuação de uma pessoa da Unidade de Saúde da Ilha das Flores para o Hospital da Horta.

Uma aeronave (C-295) da esquadra “Elefantes” [na fotografia] efetuou este transporte médico urgente, tendo partido da Base Aérea N.º 4, nas Lajes, ilha Terceira, às 15h40, aonde regressou pelas 18h10, depois de 2h30 de voo. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO | CLÉLIO GARCIA FOTOGRAFIA

DOMINGO À NOITE

RESUMO NOTICIOSO DA SEMANA

SOUTO GONÇALVES TEXTO

As acessibilidades à ilha do Faial não sairão da agenda política tão cedo. Depois de um breve período em que o assunto passou por lume brando, em consequência das eleições regionais; da quadra natalícia, que apesar de vivida neste ano de forma “sui generis” não deixou de interromper o normal curso dos dias e da pandemia, que precisamente por causa do Natal ganhou força, a discussão está de volta.

As duas últimas semanas demonstraram que aeroporto e porto da Horta continuam como uma pedra no sapato dos faialenses.

A reestruturação da SATA saltou para a rua quando o presidente da companhia falou do respetivo plano aos deputados e foi à televisão. Num ápice o debate sobre “gateways”, que interessa diretamente ao Faial, recomeçou, precisamente a partir desta ilha.

No parlamento o único deputado da Iniciativa Liberal, ligado à Portos dos Açores, anunciou “boas” notícias, que chegarão com os estudos que estão a ser feitos sobre o projeto do porto da Horta e as opiniões, que agora espreitam em cada esquina do Facebook, não tardaram.

A tudo isto ESCREVI.BLOG se foi referindo, procurando acompanhar a atualidade local, como pode ser verificado nesta rubrica e no arquivo dos artigos publicados no blogue.

Com a mudança de cor política do governo o futuro reservar-nos-á, com toda a certeza, matéria interessante para analisar.

Também merece realce a notícia, avançada em primeira mão por ESCREVI.BLOG, de que a via de circulação rodoviária variante à cidade da Horta terá o seu traçado alterado.

A este propósito e precisamente por causa do “volte-face” operado na base de sustentação do governo, já se assistiu à disputa da paternidade do financiamento da variante, que o presidente da câmara da Horta atribui ao executivo de Vasco Cordeiro e a secretária das Obras Públicas ao governo a que pertence.

Ainda sobre o porto, a revelação, pelo jornal Incentivo, de que o reperfilamento da doca, eliminando-lhe o “cotovelo”, é solução com pernas para andar, não deixará de interessar e provocar o debate na oipinião pública faialense, já que unanimidade não será, certamente, a palavra mais adequada para descrever o sentimento de quem se interessa por estas coisas.


SEG. 22 FEV. 2021

A semana noticiosa em ESCREVI.BOG começou com boas notícias sobre a maior preocupação do momento, a COVID-19: Faial e Pico sem novos casos.

Fotografia de Souto Gonçalves

Passado pouco mais de um ano sobre o incêndio que deflagrou na igreja do Capelo, o jornal Incentivo noticiou a reabertura do templo, que deverá ocorrer em abril próximo.

Embora sem consequências de assinalar aconteceu um despiste de uma viatura na zona do Ribeiro Seco, na ilha do Faial.

Ainda na segunda-feira e sobre o tema da pandemia ficou a saber-se que todo o pessoal da Escola Profissional do Pico estava a ser testado.

O primeiro dia da semana encerrou com a informação de que Paula Decq Mota é a nova coordenadora do PCP na ilha do Faial.


TER. 23 FEV. 2021

A primeira notícia deste dia deu conta de que o caso positivo de COVID-19 no Faial, atribuído aos Cedros, não era, afinal, daquela freguesia.

Fotografia de José Macedo

Com a denominação de “Aventureiros” ESCREVI.BLOG lançou mais um rubrica, desta feita sobre a chegada de iates ao porto da Horta.

Na rubrica “Bicadas” o assunto foi o debate no parlamento sobre o abate de animais.


QUA. 24 FEV. 2021

Um dia após o sucedido, foi noticiado o falecimento do engenheiro João Cláudio, que no Faial desenvolveu diversas atividades com intervenção pública, como professor, projetista no campo da arquitetura e na política.


QUI. 25 FEV. 2021

O deputado Nuno Barata, no parlamento, em relação aos resultados dos testes em modelo reduzido sobre o porto da Horta, anunciou que haverá supresas positivas.

Pico com novo caso de COVID-19 foi a notícia destacada na quinta-feira no âmbito da pandemia.

Fotografia com direitos reservados

A mudança de traçado da variante à cidade da Horta foi a novidade que ESCREVI.BLOG apurou na sequência de diversos contactos para obter informações em torno do encontro entre o presidente do governo regional e o presidente da câmara municipal da horta.

Uma notícia sobre o plenário da União de Sindicatos da Horta salientou uma das principaos conclusões do encontro: os trabalhadores estão desprotegidos em consequência da pandemia.


SEX. 26 FEV. 2021

Fotografia de arquivo: Souto Gonçalves

Um estudo sobre o reperfilamento da doca sul do porto da Horta, cujos resultados são favoráveis ao avanço da obra, fizeram manchete no jornal Incentivo, que ESCREVI.BLOG reproduziu.

Nos Açores não se registaram casos positivos da COVID-19, o que aconteceu pela primeira vez passados mais de quatro meses.

Intervindo na Assembleia Municipal da Horta, o presidente da câmara municipal admitu que poderá não haver Semana do Mar no ano em curso.

No Faial já foram vacinadas contra o novo coronavírus mais de 1.000 pessoas, segundo o secretário regional da Saúde e Desporto.


SÁB. 27 FEV. 2021

O Pico registou mais dois novos casos positivos de COVID-19.

Fotografia com direitos reservados

O atleta faialense de “trail running”, Dário Moitoso, classificou-se em 17.º lugar numa maratona nas Canárias.

O Largo do Infante voltou a ser objeto da objetiva de Rui Bettencourt, na rubrica “Faial desenhado”.

O Fayal Sport teve uma participação insólita, apenas com sete jogadores, numa partida do Campeonato de Futebol dos Açores


DOM. 28 FEV. 2021

Noticiada a morte de Gilberto Silveira Abreu, lavrador e antigo funcionário da Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial.

São Miguel com mais 19 casos de COVID-19 e Pico com duas recuperações.

Fotografia com direitos reservados

O navio Gilberto Mariano, após reparação, voltou à operação marítima no Triângulo dos Açores.

A Força Aérea realizou um transporte médico urgente entre as Flores e a Horta.


Nesta semana ESCREVI.BLOG publicou 24 artigos. |X|

Gilberto Mariano de regresso

Após reparação, manutenção e renovação de certificações o Gilberto Mariano entra ao serviço. Transporte de viaturas em todas as viagens entre o Faial e o Pico volta a ser possível a partir de amanhã

SOUTO GONÇALVES TEXTO | FOTOGRAFIA COM DIREITOS RESERVADOS

Dois meses e meio depois deixar o serviço o navio da Atlânticoline Gilberto Mariano retoma a sua atividade nas ligações marítimas entre o Faial, Pico e São Sorge.

Uma avaria no estabilizador de estibordo (lado direito) obrigou a uma reparação no continente, para onde a embarcação seguiu após a interrupção das viagens que assegura no Triângulo dos Açores (ilhas do Faial, Pico e São Sorge) no inverno e, além deste, no Grupo Central do arquipélago (mais Graciosa e Terceira), durante o verão.

O problema técnico foi detetado a meados de dezembro de 2020, o que obrigou à sua reparação num estaleiro de Aveiro.

Regressado ao porto da Horta, o navio está hoje a ser higienizado para, a partir de amanhã, reforçar a ligação no Canal Faial-Pico e com São Jorge, que tem estado condicionada pela sua ausência, nomeadamente com a restrição no transporte de viaturas, que retoma a normalidade já amanhã.

A deslocação do Gilberto Mariano, para otimização da sua utilização, fez antecipar os trabalhos de manutenção e renovação de ceritificações, o que significa que só no início de 2022 é que o navio terá que voltar a ser objeto destas intervenções.

O irmão (quase) gémeo, Mestre Jaime Feijó, interromperá a sua atividade no final da próxima época alta turística para ser sujeito às mesmas rotinas. |X|

Duas recuperações no Pico

Fotografia de Esmeralda Rosa


Foram registadas hoje duas recuperações de COVID-19 na ilha do Pico, uma na Madalena e outra em São Roque, reduzindo para seis o número de casos positivos ativos naquela ilha. O Faial mantém um indivíduo infectado pelo novo coronavírus.

Nos Açores, nas últimas 24 horas, surgiram 19 diagnósticos positivos em São Miguel.

Presentemente existem 66 casos positivos ativos no arquipélago, dos quais 58 em São Miguel, seis no Pico, um na Terceira e um no Faial. Desde o início da pandemia foram diagnosticados 3.870 casos, recuperaram 3.670 doentes e faleceram 29 pessoas. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Obituário. Gilberto Abreu

Faleceu no passado dia 25 de fevereiro Gilberto Silveira Abreu. Já reformado, Gilberto Abreu era lavrador e foi funcionário da Cooperativa Agrícola de Lacticínios do Faial (CALF), tendo trabalhado no respetivo posto do leite em Castelo Branco.

Natural da freguesia da Feteira, Faial, ali nasceu a 4 de abril de 1938, fixando-se, na sua juventude, na vizinha Castelo Branco, onde ainda residia.

Gilberto Abreu, que era uma personalidade muito conhecida e respeitada na freguesia que adotou como sua, tomou parte no processo de extinção da Sociedade Educativa, Recreativa e Musical Tuna da Liberdade, da qual beneficiou o Império da Lombega da Irmandade do Divino Espírito Santo da paróquia de Castelo Branco, instituição a que dedicou um especial carinho. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Fayal Sport reduzido a sete

Treino no princípio da época: nem todos os jogadores conseguem deslocar-se para participarem nos encontros fora da ilha fotografia: direitos reservados


O Fayal Sport deslocou-se hoje a São Miguel para disputar com o GD São Roque uma partida da 9.ª jornada do Campeonato de Futebol dos Açores (CFA), que acaba de ser retomado, após interrupção por causa da pandemia.

O jogo terminou logo a seguir ao intervalo, na sequência de uma lesão do veterano capitão do Fayal Sport Marco Anselmo, que já se encontrava “tocado” após um lance na 1.ª parte.

A equipa visitante viu-se reduzida a seis elementos, o que levou o árbitro a dar por concluída a partida visto que o regulamento o impõe, sendo atribuída a vitória ao outro contendor.

A turma faialense apresentou-se antes do apito inicial somente com sete jogadores por dificuldade de deslocação para o exterior da ilha de uma boa parte do plantel, inclusivamente do treinador Horácio Goulart.

Perante um dos mais fortes conjuntos do CFA, que lidera a prova à condição (com mais um jogo do que os 2.º e 3.º classificados, Lusitânia e Angrense, que amanhã jogam entre si e têm, respetivamente, menos 1 e 2 pontos do que o 1.º classificado após o embate deste com os “verdes da Alagoa”), a turma de Horácio Goulart bateu-se com denodo, em face da enorme desvantagem numérica no que toca aos atletas que se encontravam dentro do retângulo, só sofrendo o primeiro golo aos 36 minutos.

A partida foi para o intervalo com o GD São Roque em vantagem (2-0), ampliada para 3-0 como “castigo” pela insuficiência de jogadores para terminar a disputa, após a já referida lesão do capitão verde.

A rádio Azores High, do Faial, transmitiu no Facebook, em vídeo e em direto, o encontro, tendo-se observado uma atuação da equipa do Faial muito digna, com o guardião Luís Freitas num plano de destaque, conforme referiu o narrador Roberto Serpa.

FAYAL SPORT EVITA FALTA DE COMPARÊNCIA

O presidente do Fayal Sport explicou a ESCREVI.BLOG que a indisponibilidade dos jogadores para a deslocação se relaciona com as exigências de testagem à COVID-19 e à quarentena a que se sujeita quem provém de São Miguel.

Uma vez que a equipa verde não se baseia em elementos que façam do futebol a sua profissão, torna-se difícil obter das respetivas entidades patronais a dispensa para cumprimento das restrições derivadas da pandemia, explicou Luís Carlos Rosa.

A falta de comparência ao jogo levaria o Fayal Sport a sofrer um “rombo” financeiro da ordem dos seis aos 10 mil euros, entre multas e incumprimento de contratos-programa com o governo.

Luís Carlos Rosa, que já foi jogador e treinador dos “verdes da Alagoa”, lembrou que defendeu o adiamento da prova, que na jornada de hoje e amanhã completa metade da fase única, mas os seus intentos não lograram junto da maioria dos clubes que tomam parte no CFA, nem das associações de futebol do arquipélago, nomeadamente a da Horta, que organiza a competição na presente temporada.

Com a eliminação da obrigatoriedade, a partir de terça-feira próxima, da realização de testes por quem viaja de avião de São Miguel, o presidente do Fayal Sport diz não saber, ainda, se o teste ao 6.º dia dos seus jogadores que viajem amanhã de São Miguel terá que ser efetuado. Se assim for, alerta, a testagem coincidirá com o próximo sábado, dia em que está programada uma nova deslocação da equipa faialense, desta feita para enfrentar o Lusitânia, na ilha Terceira. Os testes — interroga-se Luís Carlos Rosa — serão feitos na Horta ou em Angra do Heroísmo?

O Fayal Sport ocupa a última posição da tabela classificativa, com apenas dois empates e a dois pontos do penúltimo, o Santiago FC da ilha de São Miguel. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

FAIAL DESENHADO # 4

Fotografia de Rui Bettencourt


O Largo do Infante volta a esta rubrica, agora noutra perspetiva.

O edifício ali implantado, que tem disputado a preferência ou a rejeição de uns e outros, não passa despercebido.

O que ainda não se percebeu muito bem é o que é a Casa da Baía, que parece que funcionava nas antigas instalações do Banco de Portugal e agora ali se alojará…

Fechada a cadeado, aguardemos pelo dia em que será aberta aquela “caixa”. Até lá, podemos ver-nos ao espelho! |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

Moitoso em 17.º nas Canárias

Dário Moitoso estreou-se na maratona da Transgrancanaria fotografia com direitos reservados


Dário Moitoso disputou hoje no arquipélago das Canárias a maratona integrada na prova denominada Transgrancanaria, em “trail running”, obtendo a 17.ª posição.

O campeão nacional da modalidade, faialense, completou os 42 km do percurso em menos de 3 horas. Cortou a meta a cerca de 20 minutos do vencedor, o espanhol Andreu Simón, também campeão do seu país e principal favorito desta corrida.

Inscreveram-se na maratona da Transgrancanaria 560 concorrentes, tendo partido 426. O evento engloba provas em diversas distâncias, a maratona é a mais emblemática.

O corredor faialense já se inscrevera duas vezes na Transgrancanaria, mas esta foi a sua primeira participação.

Em declarações ao Tribuna das Ilhas, antes de partir para a competição, Dário Moitoso lembrou que se encontra sem participar em qualquer prova há quatro meses.

“Esta prova é a primeira da época e é um primeiro teste aos métodos de treino e à condição física, e engloba a preparação para, em novembro, estar na melhor condição física para representar Portugal no Mundial da modalidade”, disse Moitoso ao semanário faialense, entrevistado pelo respetivo editor de desporto, Carlos Viveiros. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Dois novos casos no Pico

Fotografia de Esmeralda Rosa


Depois de um dia sem novos casos positivos, que aconteceu ontem (a útima vez tinha sido a 17 de outubro), a CODIV-19 voltou a manifestar-se em 12 indivíduos, cujo resultado das respetivas análises foi divulgado antes das 11 horas da manhã de hoje pela Autoridade de Saúde Regional (ASR).

O secretário da Saúde do governo açoriano, Clélio Meneses, na sua conta do Facebook, fez ontem ao fim do dia o seguinte desabafo: “Hoje é um dia de respirar fundo”. Há menos de uma hora, voltou àquela rede social para dizer que “ontem foi um dia para respirar fundo, para termos força para os dias que vêm a seguir”, assinalando que “voltaram a surgir casos positivos nos Açores”.

RECUPERAÇÕES NO PICO

Nas últimas 24 horas foram diagnosticados 12 novos casos positivos, conforme atrás referido, dos quais nove em São Miguel (oito em Rabo de Peixe, concelho da Ribeira Grande e um em São Sebastião, freguesia e concelho de Ponta Delgada), um na Terceira (Terra Chã, concelho de Angra do Heroísmo) e dois no Pico (um em São Roque e um na Madalena), relcacionados com a cadeia local de transmissão da COVID-19, segundo o comunicado da ASR.

Das 13 recuperações da doença observadas na região, duas são do Pico (uma na Madalena e outra em Santo António do concelho de São Roque).

Não há nenhum doente internado nos hospitais dos Açores por causa do novo coronavírus.

Presentemente existem 55 casos positivos ativos (um no Faial, um na Terceira, oito no Pico e 45 em São Miguel). O total de casos positivos diagnosticados desde o início da pandemia é de 3.851. Destes, ocorreram 3.662 recuperações da doença e 29 faleceram. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Mais de mil vacinados no Faial

Clélio Meneses detalhou os números da vacinação por ilhas fotografia com direitos reservados


Até à próxima terça-feira haverá no Faial 834 pessoas com a primeira toma da vacina que previne a COVID-19 e 270 com a vacinação completa, ou seja, com a segunda inoculação. Esta informação partiu do secretário regional da Saúde e Desporto, em conferência de imprensa, hoje realizada.

Por ilhas, a distribuição da vacinação é a seguinte, de acordo com os números anunciados por Clélio Meneses:

O governante acrescentou que chegarão aos Açores na próxima terça-feira 8.300 doses da vacina da Astrazeneca, dirigidas aos profissionais de saúde do sector privado e profissionais dos sectores de segurança. A vacina da Pfizer, disse ainda, chegará em duas fases: na próxima segunda-feira (5850 doses) e até 15 de março (700 doses).

TESTES PARA VIAJAR DEIXAM DE SER OBRIGATÓRIOS

O secretário regional informou também que a partir das 00h00 do dia 2 de março deixarão de ser obrigatórios os testes à COVID-19 para quem sair de São Miguel em viagem interilhas. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO