SOCIEDADE

COVID-19. Faial começou a ser vacinado

Seiscentas vacinas, a aplicar em idosos e profissionais de saúde, chegaram depois do almoço

Souto Gonçalves texto

Ilha do Faial, com a cidade da Horta em primeiro plano fotografia com direitos reservados

A manchete da edição de hoje do diário faialense anuncia o início do programa de vacinação contra a COVID-19 na ilha do Faial, que deverá ocorrer ainda nesta quinta-feira.

Logo após o almoço uma operação logística com algum aparato policial foi suficiente para se perceber que as vacinas estavam a chegar.

Logo após o almoço uma operação logística com algum aparato policial foi suficiente para se perceber que as vacinas estavam a chegar, numa altura em que mais seis ilhas dos Açores (excluindo São Miguel e Terceira, onde a vacinação começou mais cedo) também recebem o desejado antídoto.

De acordo com o Incentivo a Unidade de Saúde da Faial “conta aplicar” 270 vacinas, enquando no Hospital da Horta os respetivos funcionários terão à disposição entre 300 a 330 doses.

O jornal adianta que “quer no que se refere à unidade de saúde, quer no que diz respeito ao hospital, há alguns casos de pessoas que optaram por não receber a vacina”.

De resto, nesta primeira ronda de vacinação serão abrangidos, ainda segundo o que noticiou o jornal, profissionais ligados à Unidade de Saúde do Faial, “utentes da Santa Casa da Misericórdia da Horta, que se dividem entre os utentes da estrutura residencial, do lar residencial e do centro de dia daquela instituição”, bem como “os colaboradores, incluindo os que prestam apoio domiciliário”.

Beneficiará igualmente da primeira toma da vacina, conforme diz o Incentivo, o “Centro Comunitário do Divino Espírito Santo dos Flamengos, onde funciona um centro de dia e um centro de noite”.

“O mesmo acontece — acrescenta o periódico — com uma estrutura privada nos Cedros e outra que presta apenas apoio domiciliário. Para além dos utentes da primeira, os colaboradores destas duas empresas também estão incluídos”, tal como as Casas do Povo da Praia do Norte e da Ribeirinha “com a vacinação dos seus colaboradores que prestam apoio domiciliário”.

O diário faialense diz, por fim, que “as doses sobrantes, após a vacinação dos casos referidos, serão aplicadas aos profissionais de saúde que contactam diretamente com os utentes no âmbito dos serviços que são prestados pela Unidade de Saúde da Ilha do Faial”. |X|

Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s