Ocupação alta na ligação à Horta

Aeronave da Azores Airlines à saída do aeroporto da Horta, a 6 de setembro de 2016 fotografia de Souto Gonçalves


SOUTO GONÇALVES TEXTO

Em cinco dos 12 meses do ano de 2019 a taxa de ocupação da ligação aérea Lisboa — Horta — Lisboa foi superior à média desse ano, observa-se num gráfico publicado por Diogo Duarte na página do Facebook Aeroporto da Horta, da qual é administrador.

No mesmo gráfico só há dois meses, janeiro e fevereiro, que não atingem 70 por cento de ocupação.

Agosto ultrapassa 90 por cento, é o mês mais concorrido, enquanto fevereiro é o mais baixo, ainda assim acima de 60 por cento.

A taxa média de ocupação é de 80,2 por cento.

Diogo Duarte esclarece, neste “post” do Facebook os dados são do Serviço Regional de Estatística dos Açores (SREA) “partindo do pressuposto que em cada voo são disponibilizados 165 lugares”. |X|

CORREÇÃO

De acordo com o comunicado da Autoridade de Saúde Regional (ASR) e ao contrário do que ESCREVI.BLOG noticiou, um dos quatro novos casos de COVID-19 diagnosticados na ilha do Pico e hoje anunciados não faz parte da cadeia de transmissão local, que é composta por cinco indivíduos, dois dos quais com registo anterior.

“No Pico há quatro novos casos, sendo um nas Lajes (Piedade), um na Madalena (Madalena) e dois em S. Roque (um em Santo António e outro em S. Roque). Destes, três pertencem a uma cadeia anteriormente identificada e um diz respeito a um viajante, residente, com teste positivo ao 12.º dia”, refere o boletim diário da ASR.

O indivíduo que não pertence à cadeia de transmissão local é “um viajante, residente, com teste positivo ao 12.º dia”, da Piedade, segundo a ASR, conforme confirmou ESCREVI.BLOG. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

COVID-19. Cozinha encerrada

Fotografia de Esmeralda Rosa


Por causa do filho de uma cozinheira, que está infectado com COVID-19, a Santa Casa da Misericórdia da Madalena (SCMM) encerrou ontem e hoje a sua cozinha. A informação foi avançada pela Rádio Pico, na qual o provedor, José António Amaral, explica, de viva voz, que o facto de a funcionária em causa ser considerada contacto de alto risco foi determinada a testagem de quatro dezenas de colaboradores da instituição.

Os resultados dos testes são negativos, mas a funcionária continuará em isolamento.

A medida resultou da aplicação do plano de contigência da SCMM, segundo o provedor.

As refeições foram, entretanto, confecionadas num restaurante e a atividade normal da cozinha da Santa Casa será retomada amanhã. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Três indivíduos desconfinados

A divisão policial da Horta identificou ontem três pessoas “por circularem na via pública em violação do dever geral de recolhimento entre as 20 e as 5 horas”, segundo o relatório da atividade da Polícia de Segurança Pública (PSP) nos Açores.

Também ontem, no Faial, 503 veículos foram alvo de controlo pelo sistema de radar, dos quais dez praticaram “infrações de natureza contraordenacional, por circulação em excesso de velocidade”, refere o comunicado da PSP.

Em toda a região ocorreram sete acidentes de viação, um deles no Faial, que provocou um ferido ligeiro. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

COVID-19. Pico amplia cadeia

Fotografia de Esmeralda Rosa

Nas últimas 24 horas foram detetados quatro novos casos de COVID-19 na ilha de Pico, que passam a formar, com os dois casos ativos existentes, uma cadeia de transmissão do novo coronavírus composta por seis indivíduos.

Os quatro casos agora diagnosticados estão localizados no concelho da Madalena, freguesia da Madalena; no concelho das Lajes, freguesia da Piedade e no concelho de São Roque, freguesias de São Roque e Santo António.

Nos Açores foram diagnosticadas 12 novas infecções: oito em São Miguel e quatro no Pico, conforme atrás referido. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO