DOMINGO À NOITE

Mais uma semana em que ESCREVI.BLOG procurou olhar com atenção sobre a atualidade informativa relacionada com o Faial. Mas informar é escolher e, por isso, muitas coisas ficaram sem referência. O que abaixo se apresenta mostra, no entanto, como se desenvolveram alguns aspetos da vida coletiva nesta ilha, nomeadamente a evolução da pandemia, com presença diária neste blogue. A cidade da Horta vai ter uma casa-museu de um seu ilustre residente; a ligação aérea entre Lisboa e o Faial, em 2019, foi muito concorrida e a Força Aérea fez quase meio milhar de evacuações em 2020 nos Açores e das ilhas para o continente, são três temas que destacamos nesta introdução ao resumo da semana, com o sublinhado de que a notícia sobre as missões aeromédicas é um exclusivo de ESCREVI.BLOG.


SEG. 15 FEV. 2021

A semana noticiosa em ESCREVI.BLOG começou com a antevisão meteorológica dos dias que se seguiriam: Bom e mau tempo no horizonte.

A informação sobre a pandemia continuou a marcar presença nas prioridades informativas deste blogue e, na segunda-feira, com boas notícias para o Faial, reportando dois casos nos Açores, nenhum no Faial.

A rubrica do nosso colaborador e fotógrafo amador Rui Bettencourt, FAIAL DESENHADO, também surgiu no início da semana blogueira com um tema que tem andado nas bocas do mundo: o Largo do Infante.

Ainda no que respeita à COVID-19 ficou a saber-se do encerramento pela PSP de um estabelecimento de restauração e bebidas, na Madalena do Pico, que se encontrava em transgressão.

A suspeita de uma infecção através de uma variante brasileira do novo coronavírus fez notícia. A confirmação, até hoje, ainda não foi anunciada pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.


TER. 16 FEV. 2021

A manhã de terça-feira trouxe a notícia de atividade sísmica a oeste da ilha do Faial, a zona onde existe um fenómeno quase permanente de sismicidade.

Novo caso de COVID-19 no Pico foi a novidade deste dia no que toca à pandemia.

A pronta intervenção dos organismos competentes no resgate e consequente salvamento de uma cria de uma baleia que encalhou e morreu na Madalena do Pico foi a surpresa do dia.

A cada corvino cabe quase meia viatura. ESCREVI.BLOG fez as contas e chegou a esta conclusão.

No relatório da atividade policial nos Açores leu-se o registo de um acidente de viação no Faial.

A moradia de Manuel José da Silva (MJS), um cidadão proeminente que vivei no Faial, será transformada em casa-museu. O anúncio foi feito pela família e registado no portal da Associação de Futebol da Horta, de que MJS foi um dos fundadores.

Na rubrica “FAITS DIVERS” noticou-se a descoberta de uma “cara de pedra” na Ponta Furada.


QUA. 17 FEV. 2021

Más notícias para o Pico: cadeia de transmissão local da COVID-19 foi ampliada.

Pelo relatório da PSP tomou-se conhecimento da notificação no Faial de três indivíduos que não respeitaram o confinamento.

No Pico uma das consequências do surto de COVID-19 que formou uma cadeia local de transmissão foi o encerramento da cozinha da Santa Casa da Misericórdia da Madalena.

Numa altura em que o tema das ligações aéreas entre Lisboa e a Horta volta à baila, ESCREVI.BLOG publicou um gráfico com os níveis de ocupação da rota em 2019.


QUI. 18 FEV. 2021

O jornal Incentivo anunciou, em primeira mão, o nome da próxima presidente do conselho de administração da Unidade de Saúde da Ilha do Faial.

Faial e Pico sem novos casos da COVID-19, a notícia que todos querem ouvir.

A Direção Regional dos Assuntos do Mar divulgou que, nos últimos 20 anos, arrojaram às costas das ilhas açorianas cerca de 600 animais marinhos.

BICADAS é o nome de uma nova rubrica, de opinião, de ESCREVI.BLOG.


SEX. 19 FEV. 2021

O Faial registou uma recuperação da COVID-19, mas foi detetada uma nova infecção nesta ilha.

ESCREVI.BLOG publicou a transcrição integral de uma entrevista do presidente do Grupo SATA ao Telejornal da RTP-Açores, na qual Luís Rodrigues nega que as “gateways” da Horta, Pico e Santa Maria vão encerrar.


SÁB. 20 FEV. 2021

No que diz respeito à pandemia ficou a saber-se que houve um falso positivo na Piedade do Pico.

Ocorreram dois óbitos de outros tantos faialenses, figuras públicas: o sindicalista Helder Escobar e o engenheiro Vítor Macedo, antigo presidente da Câmara Municipal da Horta.

De acordo com as previsões meteorológicas abateu-se um nevão sobre o Pico. ESCREVI.BLOG registou o sucedido através das imagens captadas pelo guia da montanha Renato Goulart.


DOM. 21 FEV. 2021

Mais dois novos casos de COVID-19 na ilha do Pico.

Ao longo do ano de 2020 a Força Aérea Portuguesa realizou 452 evacuações, um número revelado, em exclusivo, por ESCREVI.BLOG.

Quase a terminar a semana, mais um “faits divers”, o quarto em sete dias: uma garça na Praça da República.

Ao fim do dia de domingo o Instituto Ricardo Jorge anunciou sete casos da variante brasileira do novo coronavírus, concluindo-se que nenhum deles diz respeito ao caso suspeito do Pico, visto que as amostras em causa são oriundas de laboratórios nacionais.


Nesta semana ESCREVI.BLOG publicou 30 artigos, depois de na passada semana ter publicado 24 e na anterior 22. |X|

Sete casos de variante brasileira do novo coronavírus em Portugal

Fotografia de Esmeralda Rosa


Sete casos de COVID-19 associados à variante do Brasil foram identificados em Portugal pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

A notícia é da agência Lusa que ao fim da tarde de hoje informou que a situação já está reportada às autoridades de saúde pelo INSA.

Citando o instituto a Lusa diz que “estes primeiros casos identificados em Portugal, através da sequenciação genómica, já tinham sido sinalizados como suspeitos pelos laboratórios UniLabs e Synlab”.

As autoridade de saúde puseram-se, entretanto, em campo efetuando “diligências para o rápido rastreio de contactos e adoção de todas as medidas de saúde pública consideradas necessárias para a interrupção de potenciais cadeias de transmissão”, adianta o INSA em comunicado, referido pela Agência de Notícias de Portugal.

“A variante 501Y.V3 (P.1), primeiramente detetada no Brasil, em particular na região de Manaus (Amazónia), tem sido assinalada pelas autoridades de saúde mundiais como merecedora de especial vigilância dado o seu elevado potencial de transmissão, mas também devido ao facto de poder ser menos reconhecida por alguns dos anticorpos gerados no decurso de uma infecção, suscitando naturalmente uma atenção acrescida”, sublinha o instituto no comunicado a que a Lusa teve acesso.

Nos Açores, como se sabe, existem supeitas de infecções por variantes do SARS-CoV-2, nomeadamente na ilha do Pico, cujo caso está em análise, precisamente, no INSA.

A informação agora divulgada por este instituto não refere a localização dos setes casos detetados em Portugal.

Todavia, é dito que os casos agora identificados como oriundos do Brasil “já tinham sido sinalizados como suspeitos pelos laboratórios UniLabs e Synlab”.

Dado que a supeita que recai sobre a infecção da ilha do Pico partiu do Laboratório de Biologia Molecular do Faial (LBMF) está afastada a possibilidade de nos sete casos anunciados hoje figurar o caso daquela ilha. |X|

SOUTO GONÇALVES E AGÊNCIA LUSA TEXTO

“FAITS DIVERS”

Fotografia de Helder Silva


Sabe-se que o período entre o outono e a primavera é propício ao aparecimento de aves exóticas no arquipélago dos Açores, que para aqui são desviadas pela intempérie nas suas longas migrações.

Os amantes da observação de aves encontram nos charcos de Pedro Miguel, na ilha do Faial, uma espécie de paraíso, onde, nesta altura, os motivos são mais do que muitos para fotografar.

Mas também não é incomum observar-se aves deste tipo noutros locais da ilha, como pastagens, por exemplo, ou à beira-mar.

Desta feita, uma garça branca, talvez por ser domingo, dia de passeio, apesar da pandemia, achou que a Praça da República, na Horta seria o local indicado para um momento de descanso.

Valeu a objetiva do professor Helder Silva, um homem da ciência, mas também fotógrafo atento ao ambiente da cidade onde mora, que a captou em toda a sua alvura, delicadeza e imponência. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

452 evacuações em 2020

Aeronaves da Força Aérea Portuguesa (FAP) efetuam evacuações a partir dos aeroportos dos Açores, nomeadamente do aeroporto da Horta fotografia de arquivo (2018) da FAP


Durante o ano findo a Força Aérea Portuguesa (FAP) realizou entre as ilhas dos Açores 302 missões relacionadas com evacuações aeromédicas.

Com o mesmo objetivo, ou seja, assegurar o transporte de doentes com carácter de urgência, foram realizadas 61 operações entre os arquipélago e Portugal continental.

Somando, foram 363 missões nos Açores e da região para fora.

Em 2020 as aeronaves implicadas nas missões em causa voaram com este objetivo específico 870 horas (582 entre ilhas e 288 entre os Açores e o continente).

Foram alvo de transporte médico entre janeiro e dezembro do ano passado 383 doentes, deslocados entre as ilhas, mais 69 do arquipélago para o território continental.

O total entre ilhas e para o continente ascendeu a 452 evacuações.

A FAP utiliza nas missões referidas três esquadras: “Pumas” (helicópteros), “Elefantes” (aviões de transporte) e “Linces” (jactos). |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

Dois novos casos no Pico

Fotografia de Esmeralda Rosa


Nas últimas 24 horas foram diagnosticados cinco novos casos positivos de COVID-19 nos Açores: três em São Miguel e dois no Pico.

No Pico, ambos os casos estão ligados à cadeia de transmissão ativa naquela ilha: um na Madalena e outro em São Roque.

O Faial mantém um caso ativo, nos Cedros. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO