COVID-19. Faial e Pico no pódio do “ranking” da percentagem de população afetada

coronavirus_©_shutterstock

+ AQUI.

COVID-19. São Miguel ultrapassa 5.000 infecções e São Jorge já tem mais de 100

coronavirus_©_shutterstock

+ AQUI.

Veleiro norueguês no porto da Horta

A mística de “uma das mais belas baías do mundo” foi hoje confirmada com a entrada no porto da Horta do veleiro norueguês Statsraad Lehmkuhl, que atracou no molhe norte e, ali, proporcionou, ao longo do dia, aos cada vez mais numerosos fotógrafos faialenses (munidos de telemóvel) momentos de êxtase [fotografia em destaque de Humberto Moura], umas vezes com o cenário majestoso do Pico, outras com o anfiteatro da Horta como pano de fundo, evocando a velha e cosmopolita cidade do tempo em que a navegação marítima deu “novos mundos” a uma terra minúscula algures no no Atlântico Norte.

Na página do Facebook dedicada ao Statsraad Lehmkuhl um vídeo [do qual se extraiu a imagem acima publicada] mostra a aproximação do veleiro ao Faial, onde se lê muitos comentários, nomeadamente de familiares dos embarcados, um deles, por exemplo, sugerindo o planeamento de uma viagem à Horta em 2022.

A Wikipédia diz que “o Statsraad Lehmkuhl é um veleiro de três mastros possuído e operado pela fundação norueguesa” com o mesmo nome. “Encontra-se baseado em Bergen, Noruega e é utilizado para várias finalidades, incluindo a de navio-escola para a Marinha Real da Noruega”.

António Luís, velejador, treinador e grande conhecedor do mundo náutico, ligado desde sempre ao Clube Naval da Hora, destacou, na já referida rede social, a chegada deste veleiro com os tripulantes “nas vergas” (como se vê na primeira imagem), tradição seguida noutras ocasiões por outros navios do género. |X|

Movimento aeromédico intenso no Aeroporto da Horta

Durante o inverno e a época turística baixa o movimento de aeronaves no Aeroporto da Horta diminui em relação às restantes épocas do ano, como é natural, pelo menos no que diz respeito às ligações comerciais. No entanto, em menos de 24 horas, ocorreram quatro operações aéreas destinadas a realizar evacuações por razões de saúde, o que tornou o dia de ontem e o princípio do de hoje excecionais em face da acalmia de tráfego atrás referida.

O líder do grupo do Facebook denominado “Aeroporto da Horta”, que mantém uma ininterrupta atenção à vida do aeroporto faialense, assinalou, precisamente naquela rede social, a presença de “três aeronaves diferentes da Força Aérea Portuguesa perfazendo quatro evacuações aeromédicas”. Dejalme Vargas explicou que “a primeira foi por volta da 1h30 do dia 20 com o Falcon a transportar um doente para Lisboa, pouco depois aterrou a aeronave CASA 295 levando um doente para Ponta Delgada, durante a tarde o helicóptero EH101 trouxe um doente do Pico [na fotografia, de Souto Gonçalves] e por volta da 0h10 do dia 21 mais um transporte do Faial para São Miguel no EH101”. |X|