Fato de domingo

Nunca fui de me esmerar na vestimenta. Desde que andasse limpo, a etiqueta era secundária. Um dia, ao desvalorizar um conselho para me aperaltar, alguém me disse: em certas ocasiões, devemos vestir-nos bem, não por vaidade, mas por consideração para com o anfitrião. Gravei este ensinamento. E pensei, por exemplo, nos nossos avós, que usavam o “fato do domingo” em ocasiões especiais, por exemplo, para ir à missa, em sinal de respeito a Deus, em quem acreditavam. Hoje, só tenho um fato e gravata, reservados, precisamente, para quando surge um momento único.

Os leitores deste texto lembrar-se-ão de uma chegada do primeiro-ministro António Costa a Luanda, de calças de ganga. Agora, vejo no Twitter Marcelo Rebelo de Sousa e o ministro da Cultura português em calções numa avenida brasileira.

Como o comum dos cidadãos, ambos têm todo o direito de fazer uma vida normal, quando as circunstâncias são de normalidade. Não é o caso de uma visita de Estado. Mas toda a gente acha graça. Eu não! |X|

RUBRICA \ EM CIMA DO JOELHO – Reação, de forma repentina, a qualquer ocorrência digna de atenção.

Os faialenses estão animados

A «Noite Branca – Horta White Experience: Veste de branco e sente a alma da maresia» confirmou-se como o grande evento das comemorações do 189.º aniversário da elevação da Horta de vila a cidade. À hora em que escrevo este texto (11 horas de domingo, 3 de julho) o programa celebrativo ainda não terminou, mas não acredito que o que falta cumprir venha a suplantar o sucesso da Noite Branca.

A adesão popular à festa não deixa margem para dúvidas sobre o acerto de trazer para o Faial uma iniciativa com um já longo historial noutras paragens e que no dealbar do século XXI ganhou incremento.

O intervalo de dois anos imposto pela pandemia ao convívio social predispôs as pessoas para, com renovado espírito festivo, se envolverem, redobrando energias, nas atividades de retoma da normalidade. E o que surge com cara de novo, ainda que copiado, beneficia da alta probabilidade de ter sucesso. Assim aconteceu com a Noite Branca.

Numa altura em que as atividades promovidas pelo Município da Horta começavam a cansar e, principalmente, a desiludir, pois não eram mais do que a continuação do que vinha de trás, apenas com a mudança da denominação, não se concretizando a tão propalada mudança, a romaria do São João da Caldeira, com novos atrativos e a Noite Branca foram duas autênticas pedradas no charco.

Numa altura em que as atividades promovidas pelo Município da Horta começavam a cansar e, principalmente, a desiludir, pois não eram mais do que a continuação do que vinha de trás, apenas com a mudança da denominação, não se concretizando a tão propalada mudança, a romaria do São João da Caldeira, com novos atrativos e a Noite Branca foram duas autênticas pedradas no charco.

Com a Semana do Mar à vista, deslocalizada para espaços que, com inteligência e inovação, poderão dar-lhe alguma frescura (estou a pensar, por exemplo, no desafogo da zona dos restaurantes e no aproveitamento do belíssimo Parque Vitorino Nemésio, ou Parque da Alagoa, ou, ainda, na implantação do palco principal com um enquadramento adequado), é caso para dizer que vamos ter um “verão quente” – afinal, o que todos nós desejamos, pois em período de canícula outra coisa não é de esperar!

Penso, todavia, que se poderia ter apostado de outra maneira na Noite Branca, embora saiba que a cópia “tout court” é o caminho mais fácil e, por vezes, o único a seguir, sob pena de nada se fazer. Sem deixar de lado o conceito da Noite Branca, poder-se-ia ter procurado introduzir alterações que fossem ao encontro da idiossincrasia faialense e tornassem a nossa noite distinta de outras do mesmo género. Mas como? Não sei… só agora estou a pensar nisso, deixando o mote para reflexão no ano que nos separa da próxima Noite.

Estender a Noite Branca entre o Mercado e o Cais de Santa Cruz foi, por outro lado, uma boa opção. Por uma razão simples: permitiu criar duas alternativas, isto é, uma zona de grande pressão com a concentração de pessoas, potenciando a festa e outra zona em que foi possível desfrutar de um ambiente mais sereno. Como há gostos para tudo, foi possível escolher.

O que venho dizendo leva-me a outra reflexão sobre um assunto que não é novo e eu próprio o tenho levantado nos meus escritos e em intervenções políticas que tive oportunidade de fazer em várias situações.

A organização da Semana do Mar e, agora, a organização da Noite Branca e outros eventos, deveria estar à responsabilidade de um faialense convidado para o efeito pela Câmara Municipal da Horta, em mandatos que não fossem coincidentes com o mandato autárquico. Isto significa que esta figura (que escolheria a sua equipa) exerceria o cargo independentemente dos interesses partidários de quem dirige a Câmara, pois a mudança de cor política da vereação não implicaria a sua substituição imediata, ou seja, o seu mandato terminaria, por exemplo, a meio do mandato autárquico, podendo, naturalmente, ser, ou não, renovado. Tal personalidade poderia delinear o seu plano com um horizonte de quatro anos sem necessidade de, embora articulando-se com o executivo camarário, como é óbvio, se tornar dependente de certos interesses, alguns até pessoais. Quero dizer com isto que o presidente da comissão de festas poderia trabalhar independentemente do calendário eleitoral e do termo do mandato camarário.

Todos nos lembramos da aposta da Câmara do PS na Semana do Mar do ano de eleições e agora assistimos com a Câmara do PSD à transformação do presidente num género de apresentador de televisão. Era desnecessária esta vulgarização do cargo. A Câmara convidou a jornalista Marla Pinheiro para moderadora da conversa entre Jaime Gama e Mota Amaral e o resultado não poderia ter sido melhor. Portanto, fica provado que o recurso a cidadãos competentes é uma mais-valia para as atividades que o Município pretenda organizar e, além disso, deixaríamos de “levar” com ações de propaganda inadequadas. Basta a campanha eleitoral!

De qualquer forma, os faialenses, em geral, estão animados e isso é muito importante para a nossa autoestima enquanto comunidade. Precisamos desse tónico para continuarmos a dar o nosso contributo a esta terra, com o propósito que ela seja melhor para todos, sem esquecer, no entanto, que a crítica é fundamental para que haja progresso. Pelo menos eu penso assim. |X|

DOMINGO 3 JULHO 2022

HOJE

10H00 | Meeting Indoor de Apneia, na piscina da Escola Secundária Manuel de Arriaga, organizado pela Secção de Apneia do Clube Naval da Horta. AQUI.

10H00 | Partida, no porto, do Trail São Pedro Graben Pedro Miguel, organizado pela Junta de Freguesia. + AQUI. Espaço de entretenimento, modelagem com balões e jogos tradicionais, churrasco para todos (às 13 horas) e atuação da marcha de São João das Angústias (às 14h30). + AQUI.

15H30 | Jogos de Pim (andebol, basquetebol, canoagem, ciclismo, futebol, karaté, natação, dança, ténis e voleibol) com participantes de vários escalões masculinos e femininos. Os jogos são abertos à população e são organizados, na praia de Porto Pim, pelo Serviço de Desporto da Ilha do Faial.

EM CURSO

Comemorações do 189.º aniversário da elevação da vila da Horta a cidade, que se prolongam até segunda-feira, 4 de julho. + AQUI.

Início do 13.º Curso de Diabetes (atualizações em diabetes), organizado pela Associação de Amigos do Serviço de Medicina do Hospital da Horta, a decorrer no Hotel Azoris Faial Garden. O programa prolonga-se até ao dia 4 de julho.

Torneio de Golfe Cidade da Horta, que decorre até ao dia 3 de julho, no campo pitch&putt do Faial, nos Almances, freguesia de Castelo Branco. + AQUI.

Está a decorrer o Concurso para a Concessão de Exploração dos Parques de Campismo Municipais do Varadouro e Praia do Almoxarife. O prazo de candidatura termina a 14 de julho. + AQUI.

Festas em Honra de Santa Isabel, no Bairro das Angústias, até domingo, 3 de julho. + AQUI.

Festividades em honra do padroeiro São Pedro na paróquia dos Flamengos. O programa desenvolve-se até ao domingo 3 de julho. + AQUI.

Período de inscrições para o concurso Rainha da Semana do Mar. Termina no dia 4 de julho.

Nautiférias do Clube Naval da Horta, até 29 de julho. + AQUI.

Férias Ativas promovidas pela Junta de Freguesia da Praia do Norte, com crianças entre os 6 e os 12 anos. As atividades, físicas e lúdicas, decorrem até às 12h30, de segunda a sexta-feira e incluem visitas a instituições, passeios pedestres e piscina. O projeto termina a 22 de julho.

PROXIMAMENTE

SEG. 4 JUL. 2022 — SEX. 29 JUL. 2022

“Workshops” de Verão, promovidos pela Câmara Municipal da Horta: Pintura Abstrata, de 4 a 8 de julho, das 9 às 12 horas, para crianças dos 6 aos 12 anos, por Mimos, no Banco de Artistas; Cerâmica, de 11 a 15 de julho, das 9 às 12 horas, para crianças dos 6 aos 12 anos, por Lava Studio, no Banco de Artistas; Um doce Verão, 12 de julho, das 16 às 17h30, para crianças dos 6 aos 12 anos, por por Ah! Boca Santa, no Mercado Municipal; Ilustração, de 18 a 22 de julho, das 16 às 17h30, para crianças dos 6 aos 12 anos, por Carina Sousa, no Mercado Municipal; Folclore, de 18 a 22 de julho, das 15 às 16 horas, para adolescentes dos 13 aos 16 anos, por Grupo Folclórico do Salão, no Banco de Artistas; Costura, de 25 a 29 de julho, das 9 às 12 horas, para crianças dos 6 aos 12 anos, por Bord’art, no Banco de Artistas. + AQUI.

TER. 5 JUL. 2022

18H00 | Iniciativa Construir 2030, no Teatro Faialense, promovida pela Secretaria Regional das Finanças, Planeamento e Administração Pública e destinada a empresários, empreendedores e a todas as pessoas que pretendam contribuir para uma estratégia de valorização da sua terra, da economia e das empresas. + AQUI.

18H30 | Lançamento do livro de poemas de Cisaltina Martins, em edição da autora, intitulado «Brisas de mar e montanha», na Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça.

18H30 | Assembleia Geral extraordinária da Escola Profissional da Horta, no respetivo auditório, para aprovar a adesão à Associação das Escolas Profissionais dos Açores (AEPA).

QUA. 6 JUL. 2022

14H30 | Reunião, na sede da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na Horta, da Comissão Especializada Permanente de Política Geral.

QUI. 7 JUL. 2022 — QUI. 8 SET. 2022

14H15 | Reunião presencial, na sede da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, na Horta, da Comissão de Inquérito à Operacionalização das Agendas Mobilizadoras.

21H30 | Início das Noites de Verão – INATEL CCD FEST 2022 promovidas pela delegação da Horta da Fundação INATEL (as atuações são sempre à quinta-feira). No Largo do Infante: 7 de julho, 21h30, Sociedade Filarmónica Unânime Praiense; 14 de julho, 21h00, Grupo Folclórico e Etnográfico de Castelo Branco, 21h30, Grupo Folclórico do Salão; 21 de julho, 21h00, Sociedade Filarmónica Recreio Musical Ribeirinhense, 21h30, Sociedade Filarmónica Nova Artista Flamenguense; 28 de julho, 21h00, Tuna e Grupo Folclórico Juvenil dos Flamengos, 21h30, Grupo Folclórico e Etnográfico de Pedro Miguel; 18 de agosto, 21h00, Sociedade Filarmónica Lira e Progresso Feteirense, 21h30, Sociedade Filarmónica Artista Faialense; 25 de agosto, 21h00, Sociedade Filarmónica Euterpe de Castelo Branco, 21h30, Sociedade Filarmónica União Faialense. No mercado municipal: 1 de setembro, 21h00, Grupo de Etnografia e Folclore AJA Baile, 21h30, Grupo de Chamarritas das Angústias; 8 de setembro, 21h30, Grupo de Cantares Ilha Azul.

QUI. 7 JUL. 2022 — SEX. 15 JUL. 2022

18H30 | Festa de Nossa Senhora do Carmo, na cidade da Horta. + AQUI.

SEX. 8 JUL. 2022 — SÁB. 9 JUL. 2022

Torneio de voleibol de praia, na zona balnear, integrado no Dia da Freguesia de Castelo Branco, nos seguintes escalões: 4 x 4 misto 10 – 14 anos; 2 x 2 feminino + 15 anos; 2 x 2 masculino + 15 anos. A prova é organizada pela Junta de Freguesia de Castelo Branco, Castelo Branco Sport Clube e Associação de Desportos da Ilha do Faial. As inscrições terminam na quarta-feira, 6 de julho.

SÁB. 9 JUL. 2022

Festa do União Vulcânico Futebol Clube. + AQUI.

9H00 | Regata Horta – Velas – Horta, para barcos da classe cruzeiro, 1.ª perna. + AQUI.

DOM. 10 JUL. 2022

10H00 | Regata Horta – Velas – Horta, para barcos da classe cruzeiro, 2.ª perna. + AQUI.

SÁB. 23 JUL. 2022

15h00 | Encontro de jogos tradicionais, no Largo do Infante, organizado pela Fundação INATEL.

17h00 | Chamarritas, no Largo do Infante, com organização da Fundação INATEL.

SÁB. 30 JUL. 2022 — DOM. 31 JUL. 2022

21H30 | Início da festa “Entre Cedrenses“. + AQUI.

SEX. 5 AGO. 2022 — DOM. 14 AGO. 2022

Semana do Mar. + AQUI.

2023

Ultra Blue Island by Azores Trail Run. + AQUI.