Inaugurado ontem novo órgão de tubos

Integrada na Festa da Nossa Senhora do Carmo, a decorrer na cidade da Horta até ao próximo domingo, realizou-se, ao princípio da noite de ontem, a inauguração do novo órgão de tubos da igreja dedicada a esta invocação da Mãe de Jesus, o maior templo carmelita de Portugal. Este “ex-líbris” do anfiteatro em que se dispõe a cidade faialense, está cada vez mais perto da sua total reabilitação religiosa e cultural, após anos e anos de ostracismo. Ganham a cidade, a ilha e a Região com esta segunda vida de um edifício que, à sua primacial função, alia um papel cultural em crescendo. Talvez ninguém acreditasse na ressurreição que está a operar-se.

Deve-se este tão necessário quanto hercúleo trabalho à liderança, empenho e coragem do reitor do Carmo, o sacerdote católico Marco Luciano Carvalho, como também a uma equipa de colaboradores, pouco numerosa, mas ativa e persistente. É justa uma palavra de apreço a benfeitores que têm contribuído para a obra em curso, sob diversos aspectos. Do Estado, desde os governos às autarquias, o contributo surge, porventura aquém das expectativas!

Uma prova de que os faialenses – gente de quem se diz ser maldizente – têm noção da importância do que está a ser realizado foi dada ontem, com o templo completamente cheio [na fotografia, em cima, de Fernando Duarte]. Uma plateia “à antiga faialense”, com clero, nobreza e povo.

Esteve presente o administrador diocesano, Helder Fonseca Mendes, que, no momento, devido à “sede vacante”, é a mais alta figura da Igreja Católica nos Açores, a quem coube benzer o órgão [na fotografia, de Fernando Duarte], estreado pelo organista da Sé Patriarcal de Lisboa, professor António Duarte. Igualmente presente o melómano Duarte Gonçalves Rosa, vigário paroquial da Sé Catedral de Angra, que escreveu no Facebook um rasgado elogio ao acontecimento: «António Guimarães Duarte está como o vinho do Porto. Uma genialidade no fraseio, na articulação, na registação… enfim… um concerto magistral.»

Nos lugares de maior relevo viam-se os presidentes do parlamento, da Câmara Municipal da Horta e a presidente da Assembleia Municipal; deputados, vereadores, entre eles o anterior presidente da Câmara; presidentes de Junta de Freguesia, sacerdotes, militares, chefes de serviços oficiais e o antigo líder do PS-Açores e ex-deputado Martins Goulart, que publicamente nutre uma especial afeição pelo Carmo, de que é vizinho desde a infância. E também figuras que se destacam do cidadão comum, ligadas a vários sectores da sociedade, bem como católicos de reconhecida dedicação à Igreja.

O Coral de Santa Catarina contribuiu, por seu turno, para o brilhantismo da noite. |X|

One thought on “Faialenses em peso na igreja do Carmo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s