Deixa de existir limite ao número de candidaturas

O PRESIDENTE da Câmara Municipal da Horta entregou a uma representante da Associação de Estudantes da Escola Secundária Manuel de Arriaga a proposta de alteração ao regulamento municipal de apoio financeiro do Município aos jovens que pretendem prosseguir estudos no ensino superior [na fotografia, do serviço de imprensa municipal].

O documento foi aprovado pela vereação e entra, agora, durante um mês, em discussão pública, a contar após publicação no Diário da República. Segue-se o processo de debate e aprovação na Assembleia Municipal da Horta antes da entrada em vigor.

O novo regime alarga de 10 para 12 meses o período de concessão do apoio financeiro e elimina o número máximo de “bolsas” a atribuir: «Todos os alunos que reúnam os requisitos passam a ter direito à bolsa», explicou o presidente do Município.

«As bolsas de estudo são (…) um modo de estimular os jovens, acrescentando-lhes qualificações, para que, no futuro, possam contribuir ainda mais para o desenvolvimento qualitativo do Concelho no exercício das suas profissões.»

Recorde-se que o regulamento atual estabelece um número limite de beneficiários desta ajuda pública. Antes da pandemia a Câmara Municipal apoiou cerca de três dezenas de estudantes com um valor aproximado de 50 mil euros. No entanto, nos anos marcados pela COVID-19, o Município abriu o cordão às “bolsas” e validou mais de uma centena de candidaturas em cada ano, cujo investimento anual foi superior a 100 mil euros.

A nova versão do diploma permitirá «incrementar a celeridade do pagamento» e «os alunos que se candidatarem a bolsas de outras entidades e que preencham os requisitos poderão agora optar por começar logo a receber o apoio do Município da Horta», explica uma nota do serviço de imprensa municipal.

«As bolsas de estudo são (…) um modo de estimular os jovens, acrescentando-lhes qualificações, para que, no futuro, possam contribuir ainda mais para o desenvolvimento qualitativo do Concelho no exercício das suas profissões», afirmou Carlos Ferreira no encontro com Catarina Pereira, representante da Associação de Estudantes da Escola Secundária Manuel de Arriaga. |X|

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s