FAIAL DESENHADO # 7

O “complexo” de Porto Pim (a praia, o castelo de São Sebastião, o reduto da patrulha, o Monte Queimado, o Monte da Guia, a Fábrica da Baleia, a casa dos Dabney, o miradouro da lira, o casario que borda a tanquilíssima baía e, por fim, a atmosfera que lá se respira) é, sem dúvida nenhuma, um dos quadros mais belos que a natureza compôs nestas ilhas, sem se esquecer do Pico, como tela. Muitos anos abandonado, felizmente houve a clarividência de ir fazendo a sua reabilitação, que reclama uma conservação permanente, a que todos estamos obrigados, se quisermos que um pôr-do-sol dali desfrutado continue a ser um dos momentos em que nos sintamos mais perto do céu! |X|

|| RUI BETTENCOURT fotografia | SOUTO GONÇALVES texto

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

FAIAL DESENHADO # 6

Já lá vão oito anos! Os tempos da Rádio Naval faziam a Horta diferente. Na verdade, ultimamente, as coisas tinham deixado de ser como dantes, mas o desaparecimento da estação foi um golpe, apesar de tudo. A Marinha, com o seu garbo, acentuava o toque cosmopolita da cidade (ainda cá está, através da capitania do porto e da autoridade marítima, bem entendido); movimentava o nosso comércio quando a guarnição foi numerosa e até deu namorados e futuros maridos à juventude de uma ilha; também jogadores de futebol. Os sucessivos diretores, cada qual à sua maneira, foram sendo uma referência da sociedade faialense, nomeadamente cumprindo o seu lugar protocolar nos cerimoniais, a parte mais visível da sua presença. E tínhamos a sensação que, de facto, estávamos no centro do mundo… das comunicações. Oxalá que a Escola do Mar dos Açores cumpra bem o seu papel, para que o progresso não se transforme num retrocesso. |X|

|| RUI BETTENCOURT fotografia | SOUTO GONÇALVES texto

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

FAIAL DESENHADO # 5

Ser fotógrafo é isto: olhar a realidade de uma maneira que, quase sempre, escapa à perspetiva comum. Mas a marina da Horta, apesar de muito vista, ao fotógrafo oferece sempre algo de novo, que mais não seja um pormenor, um ângulo, um motivo para captar. Estas duas âncoras, para além da estética que nos leva a contemplá-las, são um testemunho permanente da atividade marítima com que a Horta convive diariamente. Aqui estão duas peças bonitas a emoldurar a nossa a história. Será que uma destas é a que estava na frente do Forte de Santa Cruz (Estalagem de Santa Cruz), a um canto, antes da remodelação recente? A memória visual devia responder a esta pergunta, mas não consegue. Se é a mesma âncora, ganhou destaque; se não é, fica por saber o seu paradeiro…

RUI BETTENCOURT fotografia | SOUTO GONÇALVES texto

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

FAIAL DESENHADO # 4

Fotografia de Rui Bettencourt


O Largo do Infante volta a esta rubrica, agora noutra perspetiva.

O edifício ali implantado, que tem disputado a preferência ou a rejeição de uns e outros, não passa despercebido.

O que ainda não se percebeu muito bem é o que é a Casa da Baía, que parece que funcionava nas antigas instalações do Banco de Portugal e agora ali se alojará…

Fechada a cadeado, aguardemos pelo dia em que será aberta aquela “caixa”. Até lá, podemos ver-nos ao espelho! |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

FAIAL DESENHADO # 3

Fotografia de Rui Bettencourt


Inaugurado recentemente, meses depois de já ter sido aberto para usufruto dos faialenses, o Largo do Infante, sala de visitas da Horta, não tem escapado às polémicas depois de duas sucessivas remodelações relativamente recentes.

A última delas, sobre que recaíram muitas interrogações enquanto decorria, apesar de não ter obtido unanimidade da crítica, foi, de um modo geral, uma surpresa agradável.

No meio dos comentários, agora muito ampliados pelo Facebook, pois antes era nas esquinas que aconteciam, o busto do Infante que dá o nome ao “largo”, não escapou às espreciações.

Ficou melhor ou ficou pior, após as alterações feitas, esta evocação do impulsionador dos Descobrimentos portugueses? Igual é que não está!

SOUTO GONÇALVES TEXTO

FAIAL DESENHADO: Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, em que capta uma multiplicidade de aspectos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta e lhes dá um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco.

FAIAL DESENHADO # 2

Fotografia de Rui Bettencourt

A baía de Porto Pim e a sua praia, o Monte da Guia, o Monte Queimado, o Castelo de São Sebastião formam um conjunto patrimonial natural e arquitetónico de rara beleza, constituindo um dos mais importantes pólos de atração turística da ilha do Faial e um espaço de usufruto dos faialenses muito apreciado.

Na fotografia realça-se um dos aspetos mais significativos desse quadro: o portão de Porto Pim e o reduto da patrulha, hoje requalificados.

A pequena praia contígua (em primeiro plano na fotografia), prolongamento do areal de areia esbranquiçada que é elemento central de tão deslumbrante paisagem, passou a ser muito frequentada, após a atividade piscatória ter deixado de ocorrer na rampa empedrada que ali existe.

Este foi foi um dos lugares que acolheu os primeiros povoadores da ilha do Faial.

Com a publicação desta fotografia ESCREVI.BLOG dá seguimento à rubrica FAIAL DESENHADO iniciada na passada sexta-feira, 5 de fevereiro. |X|

Souto Gonçalves texto

FAIAL DESENHADO # 1

Fotografia de Rui Bettencourt

Rui Bettencourt é um funcionário da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça. Também colabora com a rádio Antena Nove, na área desportiva.

Além disso, tem-se feito notar como fotógrafo amador publicando no Facebook um conjunto de fotografias em que capta uma multiplicidade de aspetos, nomeadamente paisagísticos e arquitetónicos, da cidade da Horta.

Algumas dessas imagens apresenta-as com um tratamento gráfico a sugerir o desenho a preto e branco, obtendo um efeito interessante.

Atento à sensibilidade artística revelada por Rui Bettencourt, ESCREVI.BLOG propôs-lhe a publicação de alguns dos seus trabalhos fotográficos, com a condição de fazê-lo, em primeira mão, neste blogue, sem prejuízo de uma livre utilização posterior.

A ideia foi aceite e aqui está a estreia de uma nova rubrica neste espaço da internet, com relevo para a bela igreja do Carmo, verdadeiro ex-líbris da Horta, que se destaca no seio do seu magnífico anfiteatro que acolhe e exalta o casario da cidade-mar. |X|

Souto Gonçalves texto