A MUDANÇA

​Assisti, intermitentemente, à sessão de ontem da Assembleia Municipal da Horta. Não tenho, portanto, uma ideia global sobre o que se passou, por isso vou dar uma opinião​ baseada no que ouvi e apenas em relação a um assunto, que, no entanto, se reveste de relevante importância política e não só.

Foi dito que nos últimos anos (salvo erro quatro ou cinco) a Câmara Municipal da Horta orçamentou à volta de oito milhões de euros para o abastecimento de água. Depois foi afirmado que apenas metade desse montante é que teve aplicação. Entretanto, também foi revelado que todos os furos de água do concelho estão ilegais. Tudo isto depois de, na reunião camarária em que foram aprovados o plano e orçamento, a maioria responsável pelo executivo municipal ter assumido que o problema da água é como um vulcão quase a rebentar.

Postas as coisas desta maneira outras conclusões não se podem tirar senão as seguintes: os responsáveis municipais anteriores esconderam dos faialenses um problema gravíssimo. Lembro-me de o ex-vice-presidente ter dito, numa reportagem da RTP-Açores, que existiam furos por certificar devido à proximidade de atividade pecuária. De resto, para além da questão da qualidade da água, sempre apresentada como uma bandeira abonatória e de alguns cortes no abastecimento, que, vê-se agora, eram mau presságio, nada mais se soube!

O que é que se passa, então? Quais são os problemas que afetam o abastecimento de água para que a situação seja descrita de forma tão crua e preocupante?

Além disto, pergunto: os quatro milhões orçamentados e não aplicados foram para onde? Na Câmara existe um “saldo” de quatro milhões, transitado da gestão anterior: serão esses os quatro milhões não utilizados? Se são, é muito mau que assim aconteça; ou estar-se-á a falar de receita prevista e não arrecadada? Ou, outra hipótese, o dinheiro seguiu para investimentos diferentes?

São necessárias respostas claras e que ninguém venha dizer que os documentos (relatórios de execução) estão disponíveis para consulta, porque compete ao poder político informar os cidadãos com transparência, numa atitude pró-ativa. Transparência, aliás, de que tanto se fala em tempo de promessas eleitorais.

Os faialenses precisam saber o que é que se passou, porque estamos perante um assunto da maior importância e ninguém quer que, amanhã, o abastecimento de água no Faial colapse, pois isso seria dramático.

Também ouvi ontem, durante a sessão da Assembleia, que as nascentes estão abandonadas, sem a respetiva segurança garantida para que se evite a sua conspurcação. Outra situação da maior gravidade e relacionada com a questão que estou aqui a tratar.

Ninguém se lembrará, porque o foco era outro, mas eu levantei, na última campanha eleitoral, o problema dos furos que estão sujeitos à contaminação provocada pela presença de animais em redor.

Este cenário deveria ter levado a um cabal esclarecimento do assunto na sessão de ontem da Assembleia Municipal. Essa é uma das funções, fiscalizadoras, deste órgão. Mas isso não aconteceu, porque continua a persistir a tendência de valorizar o debate político-partidário em detrimento de uma discussão útil aos munícipes.

Alertei bastantes vezes, antes das últimas eleições autárquicas, para a importância de os faialenses terem uma representação nos órgãos autárquicos de alguém que não pusesse à frente do interesse da ilha as conveniências dos partidos e dos seus protagonistas.

Estou fortemente expectante em relação ao que a nova Câmara Municipal fará em relação a este tema. Vai explicar aos faialenses o que se passa, ou seguirá o caminho da ocultação, para obter benefícios disso, não arcando com as consequências da dificuldade de resolver o imbróglio? É que a mudança passa, principalmente, por aí. |X|

FAIAL ANIMA-SE NO NATAL

De 3 de dezembro de 2021 a 6 de janeiro de 2022 a Câmara Municipal da Horta (CMH) e um conjunto de parceiros põem de pé o programa Faial Ilha Natal, que sucede ao Natal com Tradição. As atividades calendarizadas, na cidade o maior número, mas também nalgumas freguesias rurais, preencherão 22 dias, sobretudo ao fim de semana e com algumas pausas, nomeadamente na quadra natalícia.

O nome do programa de animação com que há anos o Município da Horta brinda a população mudou, o que era esperado, em face da alteração política ocorrida nas eleições do passado mês de setembro, embora o figurino, de uma forma geral, se mantenha.

A iluminação das ruas da cidade, em fase de instalação, será diferente, mas não vai além de uma certa pobreza no que diz respeito à quantidade de luz, o que, provavelmente, é a consequência de uma opção de contenção de custos. A iniciativa mais inovadora do Faial Ilha Natal é a ShowMar – Feira do Mar dos Açores, que decorrerá na Escola do Mar dos Açores. De resto, as artes dominam o programa, como é próprio da época natalícia, embora também haja desporto e uma variedade significativa de outras atrações.

A CMH criou um portal na Internet destinado especificamente ao Faial Ilha Natal, onde, com detalhe, é divulgado o programa, destacando-se no “menu” o Dia das Montras, o Roteiro das Sopas, o “Réveillon” e concursos. Os eventos andarão à volta de nove dezenas e as atrações dividem-se em Aldeia de Natal, Animação de Rua, ShowMar, Árvores dos Desejos, Oficinas de Natal, Exposição de Presépios, Presépio no Parque, Insufláveis e Barraquinhas. O Dia das Montras será, certamente, um dos grandes momentos, senão o maior, a par do Roteiro das Sopas, que tem atraído muitos apreciadores, à procura do prazer que um estômago bem confortado proporciona neste tempo frio. Meia hora depois do Ano Novo começar o espetáculo piromusical irá, ou não, confirmar as boas expectativas que sempre rodeiam este momento. O regresso da marina ao ambiente da festa, pois lá decorrerá toda a animação da Passagem de Ano, é também uma opção nova, que os atuais responsáveis municipais introduziram na primeira vez que elaboraram o programa em causa. Entretanto, a participação dos munícipes é estimulada através dos concursos de decorações de Natal e de presépios e “altarinhos”. |X|

PROGRAMA

2021 DEZ. 3 SEX.

Torneio de Abertura de Ténis (sub-16) [Horário não divulgado] Organização: Clube de Ténis do Faial

2021 DEZ. 4 SÁB.

Torneio de Abertura de Ténis (sub-16) [Horário não divulgado] Organização: Clube de Ténis do Faial.

Exposição e venda dos produtos elaborados pelos utentes do Projeto Moviment´arte | 9h00 – 12h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF)

Eco Feira de Natal | 11h00 – 21h00, Fábrica da Baleia, Porto Pim | Organização: Observatório do Mar dos Açores (OMA)

“Rally” do Natal – vela de cruzeiro | 14h30, baía da Horta | Organização: Clube Naval da Horta

2021 DEZ. 5 DOM.

Miniveleiros (3.ª Prova Turismar) [Horário não divulgado] baía da Horta | Organização: Clube Naval da Horta | Apoio: Turismar

Torneio de Abertura de Ténis (sub-16) [Horário não divulgado] | Organização: Clube de Ténis do Faial

Eco Feira de Natal | 11h00 – 21h00, Fábrica da Baleia, Porto Pim | Organização: Observatório do Mar dos Açores (OMA)

Concerto “Sons de Natal“ | 18h00, Teatro Faialense | Organização: Orquestra de Música Ligeira da Câmara Municipal da Horta

2021 DEZ. 6 SEG.

Atuação de dança – comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência [Horário não divulgado] Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores (ALRAA) | Organização: Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF)

2021 DEZ. 7 TER.

Um conto de Natal  – concerto de piano e violoncelo com contadora de histórias e projeção de imagem | 10h00, auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Museu da Horta

Um conto de Natal  – concerto de piano e violoncelo com contadora de histórias e projeção de imagem | 11h30, auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Museu da Horta

“Dune” | 21h30, Teatro Faialense | Organização: Cine Clube do Faial

2021 DEZ. 8 QUA.

Encontro de Natal dos Clássicos | 18h00, parque de estacionamento em frente aos CTT | Organização: Clube Automóvel do Faial (CAF)

Um conto de Natal  – Concerto de piano e violoncelo com contadora de histórias e projeção de imagem | 18h00, auditório da Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Museu da Horta

Inauguração da Iluminação de Natal | 19h00, Largo Duque d´Ávila e Bolama | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

ShowMar – Feira do Mar dos Açores | 19h00, Banco de Artistas | Organização: Direção Regional das Pescas

Animação de Rua com 9 CIRCOS | 19h00 – 20:00, ruas da cidade da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

Atuação do Grupo Coral Juvenil “Mater Dei” | 19h15, Largo Duque d´Ávila e Bolama | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

Aldeia de Natal – animação infantil | 20h00 – 22:00, Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH) e Urbhorta

Atuação do Duo “Hugo e Rui” | 20h00, coreto da Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

Atuação da Unânime Dixie Band | 20h00, junto ao Jardim Eduardo Bulcão | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

Atuação de “Nuno Carneiro” | 21h30, junto ao Jardim Eduardo Bulcão | Organização: Câmara Municipal da Horta (CMH)

2021 DEZ. 9 QUI.

ShowMar – Feira do Mar dos Açores (sessão de abertura) | 14h15, Escola do Mar dos Açores | Organização: Direção Regional das Pescas

2021 DEZ. 10 SEX.

ShowMar – Feira do Mar dos Açores | 14h30, Escola do Mar dos Açores | Organização: Direção Regional das Pescas

Lançamento do livro “Safira” da autora Sara Porto com ilustrações dos utentes do Projeto Moviment´arte | 20h00, Casa Manuel de Arriaga | Organização: Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF)

2021 DEZ. 11 SÁB.

Exposição e venda dos produtos elaborados pelos utentes do Projeto Moviment´arte | 09h00 – 12h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF)

Canoagem (prova de Natal) | 09h30, baía da Horta | Organização: Clube Naval da Horta

Tiro aos pratos – fosso olímpico (prova de Natal) | 10h00, Malhas de Cima, Capelo | Organização: Clube Desportivo de Caça e Golfe do Faial (CDCGF)

Vela Ligeira (Regata do Nata) | 10h00, baía da Horta | Organização: Clube Naval da Horta

Aldeia de Natal – animação infantil | 10:00 – 12:00, Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Passeio de Natal com os utentes da APADIF e Centros de Atividades Ocupacionais | 14h00, parque de estacionamento em frente aos CTT | Organização: Clube Automóvel do Faial (CAF)

Trackday Motocross e Quadcross | 14h00, Circuito de Motocross dos Cedros | Organização: Clube Amigos das Motas (CAM)

Workshop de Defesa Pessoal | 14h30, Rua Professor Manuel Ávila Coelho – Horta | Organização: Associação Ip Man Wing Chun Portugal

ShowMar – Feira do Mar dos Açores | 15h00, Escola do Mar dos Açores | Organização: Direção Regional das Pescas

Expo Açores – Artesanato Local | 19h00 – 22h00, Praça da República | Organização: Secretaria Regional da Juventude, Qualificação Profissional e Emprego (SRJQPE) e Centro de Artesanato e Design dos Açores

Animação de rua com 9 CIRCOS | 20h00 – 22h00, ruas da cidade | Organização: Câmara Municipal da Horta

Aldeia de Natal – animação infantil | 20h00 – 22h00, Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Roteiro das sopas | 20h00 – 22h00, cidade da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta

Atuação de dança pelo Grupo Desportivo Escolar | 20h30, junto ao Jardim Eduardo Bulcão | Organização: Câmara Municipal da Horta

Atuação de dança pelo Clube Desportivo Escolar | 21h00, Largo Duque de Ávila e Bolama | Organização: Câmara Municipal da Horta

Atuação “Misuzy e Zeca” | 21h00, junto ao Jardim Eduardo Bulcão | Organização: Câmara Municipal da Horta

Atuação do Grupo de Chamarritas Amigos das Angústias | 21h30, Largo Duque d’Ávila e Bolama | Organização: Câmara Municipal da Horta

Atuação de dança pelo Clube Desportivo Escolar | 21h30, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Câmara Municipal da Horta

2021 DEZ. 2 DOM.

Golfe: Torneio Natal Solidário | 08h30, Campo do Salto Furado – Castelo Branco | Organização: Clube de Golfe do Faial

Percurso Pedestre do Cabeço Verde | 14h00, ponto de encontro no Parque do Capelo | Organização: Azorica – Associação de Defesa do Ambiente

ShowMar – Feira do Mar dos Açores | 15h00, Escola do Mar dos Açores | Organização: Direção Regional das Pescas

Concerto “Notas de Natal” | 21h30, Teatro Faialense | Organização: Fundação INATEL – Delegação da Horta

2021 DEZ. 17 SEX.

Ténis – Torneio de Natal (seniores e sub12) [Horário não divulgado] Organização: Clube de Ténis do Faial

XXV Grande Prémio de Natal (atletismo) | 09h30 – 12h00, Largo Duque d´Ávila e Bolama | Organização: Associação de Desportos da Ilha do Faial (ADIF)

2021 DEZ. 18 SÁB.

Ténis – Torneio de Natal (seniores e sub12) [Horário não divulgado] Organização: Clube de Ténis do Faial

Exposição e venda dos produtos elaborados pelos utentes do Projeto Moviment´arte | 09h00 – 12h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Organização: Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF)

Aldeia de Natal  – animação infantil | 10h00 – 12h00, Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Workshop de embrulhos natalícios sustentáveis | 10h30 – 12h00, Banco de Artistas | Organização: Associação de Jovens da Ilha do Faial (AJIFA)

Trail Run de Pais Natais | 15h00, Trilho de Entre Montes, junto à Fábrica da Baleia | Organização: Associação de Jovens da Ilha do Faial (AJIFA)

“Matriz Peddy Papper” | 15h00 – 16h00, Matriz | Organização: Junta de Freguesia da Matriz

Filme para crianças “Rock Dog 2” | 19h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Aldeia de Natal  – animação infantil | 20h00 – 22h00, Praça da República | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

O Reencontro by AJIFA | 20h00 – 23h00 | junto ao Jardim Eduardo Bulcão | Organização: Associação de Jovens da Ilha do Faial (AJIFA)

Animação de rua com 9 CIRCOS | 20h00 – 22h00, ruas da cidade | Organização: Câmara Municipal da Horta

Ilusionista Telmo Melo | 21h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Grupo Corpo em Movimento “Renascer” | 21h30, Teatro Faialense | Organização: Corpo em Movimento

Música para crianças – DJ Puim | 22h00, Centro de Acolhimento Empresarial (mercado municipal) | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

2021 DEZ. 19 DOM.

Miniveleiros (4.ª Prova Turismar) [Horário a definir], baía da Horta Organização: Clube Naval da Horta | Apoio: Turismar

Ténis – Torneio de Natal (seniores e sub12) [Horário não divulgado] baía da Horta Organização: Clube de Ténis do Faial

Tiro: Torneio de Natal, disciplinas: P10 (pistola) C10 (carabina) e CCArt (carabina cano articulado) | 09h00, Pavilhão da Feira, Quinta de S. Lourenço | Organização: Clube Desportivo de Caça e Golfe do Faial (CDCGF)

Passeio Motard de Natal | 13h00, concentração junto ao Fayal Sport Clube | Organização: Moto Clube Ilha Azul (MCIA)

Filme para crianças “Sing 2” | 14h30, Teatro Faialense | Organização: Urbhorta

“Feira de Natal” das Angústias | 15h00 – 22h00, Parque Infantil das Angústias | Organização: Junta de Freguesia das Angústias

Filme para crianças “Sing 2” | 17h30, Teatro Faialense | Organização: Urbhorta

Concerto de Natal | 20h30, igreja paroquial do Salão | Organização: Grupo Coral da Horta (GCH)

2021 DEZ. 20 SEG.

Oficinas de Natal | 9h00 – 12h30, Banco de Artistas | Organização: Câmara Municipal da Horta

“Oficina dos Elfos” – Rita Rosa | 14h00, Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG)

2021 DEZ. 22 QUA.

“Natal com livros” – Bruna Leal | 14h30, Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG)

2021 DEZ. 27 SEG.

“Magia do Natal” – Bruna Leal | 14h30, Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG)

2021 DEZ. 29 QUA

“3, 2, 1 . . . Bem-vindos a 2022” – Rita Rosa | 14h30, Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG) | Organização: Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça (BPARJJG)

2021 DEZ. 30 QUI

Concerto de Natal | 21h30, Teatro Faialense | Organização: Sociedade Filarmónica Artista Faialense

2021 DEZ. 31 SEX.

Grupo Musical “Super Box” | 22h00, Marina da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

Banda “The Peakles” | 23h30, Marina da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

2022 JAN. 1 SÁB.

Brinde e espetáculo piromusical | 0h30, Marina da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

DJ CISKO | 2h00, Marina da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

1.º Banho do Ano | 12:30, Praia de Porto Pim | Organização: grupo de banhistas

Concerto de Natal e Ano Novo | 20h30, igreja paroquial dos Flamengos | Organização: Sociedade Filarmónica Nova Artista Flamenguense

2022 JAN. 2 DOM.

Encontro de Ranchos de Natal | 17h00, Teatro Faialense | Organização: Câmara Municipal da Horta e Urbhorta

2022 JAN. 6 QUI.

Encontro de Ranchos de Natal | 19h00, Salão Nobre da Câmara Municipal da Horta | Organização: Câmara Municipal da Horta

FAIALENSES FESTEJARAM SÃO MARTINHO

Por iniciativa da câmara da Horta o mercado municipal foi inundado de gente para saborear castanhas e vinho

Logo ao anoitecer o público procurou as “quentes e boas” castanhas | fotografia do Município da Horta

O programa associado ao magusto incluiu animação musical e nem o mau estado do tempo travou a vontade de muitos faialenses de cumprirem a tradição em nome do popular santo. O facto de o mercado dispor de cobertura é meio caminho andado para encorajar a participação, pois as condições meteorológicas têm menos influência na adesão do público. |X|

NOVA ADMINISTRAÇÃO DA URBHORTA

Carlos Morais, Rui Martins e Sílvia Avelar são os novos membros do Conselho de Administração da empresa municipal Urbhorta

O Teatro Faialense é gerido pela Urbhorta | fotografia: Urbhorta

A Câmara Municipal da Horta já tinha divulgado que o vice-presidente do município, Carlos Morais, ocuparia o lugar de presidente do Conselho de Administração (CA) da Urbhorta – Construção, Gestão e Exploração de Projetos de Desenvolvimento Empresarial, E.E.M. Agora, através de uma nota informativa, ficou a saber-se que o CA é composto, para além do presidente, pelos vogais Rui Martins e Sílvia Avelar.

A nomeação do CA da Urbhorta é da responsabilidade da respetiva assembleia geral, à qual preside o presidente da câmara municipal, Carlos Ferreira, integrando, ainda, os vogais Maria Miguel Pavão Marques e Dário Silveira.

Os novos rostos da empresa municipal que, na administração, sucedem a José Freitas, Filipe Menezes e Diva Silva, surgem na sequência das eleições autárquicas.

Carlos Morais, cuja dedicação a tempo inteiro ao município foi questionada durante a campanha eleitoral, acaba por assumir um papel de relevo na gestão do município, acumulando a vice-presidência da câmara com a presidência da Urbhorta, cuja atividade abrange “equipamentos coletivos, do património edificado e a prestação de serviços nas áreas da educação, ensino, cultura e desporto”, segundo a referida nota informativa. “Atualmente – acrescenta o texto – gere o Parque Empresarial e Tecnológico da ilha do Faial, o Banco de Artistas, o Teatro Faialense, o Centro Hípico, a Piscina Municipal e os Parques de Campismo do Capelo e da Praia do Almoxarife”.

O vogal Rui Martins, homem forte do CDS no Faial, cuja preponderância cresceu no xadrez político local em resultado da coligação que suporta o governo regional, acrescenta as novas funções às de líder dos centristas nesta ilha; de deputado regional por via do círculo de compensação e de deputado municipal na Assembleia Municipal da Horta.

Sobre a acumulação dos cargos de deputado municipal e membro do CA da Urbhorta não se fizeram esperar reações no Facebook apontando o facto de Rui Martins se fiscalizar a si próprio visto que a empresa municipal é escrutinada pela assembleia municipal.

Sobre a vogal Sílvia Avelar nada se pode dizer, para já, pois não tem percurso em funções públicas. |X|

ESCÂNDALO

Já ontem, através do Facebook, no decorrer da sessão de instalação da Assembleia Municipal da Horta (AMH) e tomada de posse da Câmara Municipal da Horta (CMH), em que participei, representando o Grupo de Cidadãos Eleitores SOMOS FAIAL, a convite da senhora presidente da AMH, tive oportunidade de desejar a todos os cidadãos eleitos um mandato profícuo a favor do Faial e dos seus habitantes, o que, agora, reitero.

A cerimónia decorreu com uma dignidade e elevação adequadas ao momento, para o que contribuiu, naturalmente, a equipa responsável pelo protocolo, renovada na totalidade. Cumpriu, assim, com nota máxima, o seu papel e primeiro desafio.

Para mim, não é de somenos importância realçar os aspectos formais numa ocasião como esta, já que se trata, em grande medida, de uma momento em que o ritual e a etiqueta se sobrepõem aos demais aspectos em presença.

Em mais de uma hora como assistente, não me fico, contudo, pela natureza cerimoniosa do ato, porque aí não se esgota a sua importância, até porque de um convidado não se deve esperar apenas o aplauso, penso eu…

Por isso, sem delonga, realço dois aspectos:

Depois de ter convocado uma conferência de imprensa para exaltar o legado que deixou, o anterior presidente da câmara disse que “sempre assumiu os seus compromissos, por isso não será agora que o vai deixar de fazer”. (vide Incentivo, 2021-10-11).

Embora tenha declarado que irá tomar assento no seu lugar de vereador, a verdade é que faltou à posse. Não ficou bem!

O discurso de posse do presidente da câmara ficou, para mim, muito aquém das expectativas. Foi uma cópia da campanha eleitoral, tirando umas citações poético-literárias.

Passado o tempo em que as regras do “marketing” político são mais apertadas, para atrair votação, era de esperar — melhor dizendo, esperava eu — uma intervenção com outra profundidade, isto é, ancorada no que foi a ideia-chave (não explicada) do programa eleitoral vencedor: uma visão de futuro para o Faial, devidamente planeada.

Ou seja, eu tinha a ilusão de que o presidente da câmara mais desejado pelos faialenses, depois de Renato Leal, fosse capaz de um golpe de asa no momento inaugural do seu mandato.

Em género de parêntesis e a propósito, faço uma comparação entre Carlos Ferreira e Renato Leal: ambos cumpriram o desígnio da mudança, baseados num grau de popularidade assinalável, mas sem correspondência programática.

O presidente da câmara que entrou em funções ontem tem a seu crédito pelo menos quatro anos para confirmar que eu estou enganado.

Parte substancial das propostas para o mandato em curso são da responsabilidade do governo regional. Resta saber se o governo regional as cumprirá e, mais do que isso, se a Câmara Municipal da Horta terá força suficiente para chamar o governo à razão.

Na campanha eleitoral chamei a atenção para o facto de o Faial precisar de um presidente de câmara e não de um delegado do governo, como aconteceu no consulado socialista.

Em tempos, escrevi, citando uma anedota atribuída Bocage, a propósito de um discurso do presidente João Fernando Castro, em que apresentou obras do governo em vez de obras da câmara para justificar a validade do voto nos socialistas, que “o peido que aquela senhora deu, não foi ela, fui eu”.

Escandalizei na altura. Espero não ter que escandalizar de novo. |x|

AUTÁRQUICAS. Ricardo Soares na calha para a câmara da Horta pelo PSD

Jornal Incentivo avança, em primeira mão, com o nome escolhido para liderar a candidatura social-democrata nas próximas eleições autárquicas no município faialense

Embora o PSD do Faial se encontre em pleno processo eleitoral para a eleição dos próximos titulares dos órgãos de ilha do partido, marcada para 9 de abril e a quem caberá as definições sobre as autárquicas de 2021, o jornal Incentivo garante, na sua edição da manhã de hoje, que o presidente da comissão política já escolheu o cabeça-de-lista à câmara da Horta.

Trata-se, segundo o matutino, de Ricardo Soares, uma personalidade ligada à banca, atualmente quadro do Santander. O periódico assinala que Soares “não tem qualquer trabalho político conhecido, embora sejam conhecidas as suas simpatias pelo Partido Social Democrata” e sublinha, duas vezes, que não é natural do Faial, adiantando, embora, que vive nesta ilha, onde desenvolve projetos empresariais.

O Incentivo, que não cita explicitamente nenhuma fonte do partido, considera o envolvimento de Ricardo Soares nas autárquicas uma “surpresa”, “uma vez que era esperada a candidatura [à câmara] de Carlos Ferreira, dentro e fora” do PSD, explicando que este deputado eleito pelo Faial venceu os dois últimos atos eleitorais para o parlamento.

A revelação do nome de Ricardo Soares é, ainda, mais surpreendente porque, conforme referido no início deste texto, o PSD-Faial encontra-se em processo eleitoral interno, o que pode conduzir à renovação da atual direção, que, assim, vai herdar a decisão mais importante do processo autárquico que é a escolha do cabeça-de-lista à Câmara Municipal da Horta. |X|

|| SOUTO GONÇALVES texto | Fotografia: Fac-símile da 1.ª página do jornal Incentivo

ÁGUA. Câmara Municipal da Horta moderniza leituras e reduz perdas

Acabar com a cobrança da água por estimativa é um dos objetivos do investimento superior a 30 mil euros em 199 equipamentos de telemetria no Faial

O sistema de telemetria permite efetuar leituras automáticas, deixando de ser necessário recolhê-las ou fornecê-las, uma vez que são transmitidas, automaticamente, pelo próprio contador, explica uma nota informativa do serviço de imprensa do município da Horta sobre a instalação de equipamentos que agilizam o serviço de abastecimento de água na ilha do Faial.

Este avanço tecnológico permite faturar sem estimativas, o que significa que os consumidores passarão a pagar apenas o que gastarem, não havendo lugar a acertos, adianta a mesma nota.

Para além do mencionado, haverá uma redução de perdas do precioso líquido uma vez que “a telemetria permite uma melhoria da fiabilidade do balanço hídrico”, acrescenta o referido texto, visto que os contadores “inteligentes” favorecem uma “intervenção mais rápida, bem como o acompanhamento da eficácia das soluções adotadas”.

Também será possível, através destes contadores “inteligentes”, “traçar um perfil” do respetivo horário, cuja informação dará lugar à melhoria do “planeamento dos ciclos de produção, armazenamento e transporte de água”, sublinha o comunicado emitido pelo município.

Sobre esta medida o presidente da câmara municipal disse que é “uma inovação significativa” [na fotografia, da Câmara Municipal da Horta, José Leonardo observa equipamentos já instalados].

Até agora foram colocados 19 contadores “inteligentes” no bloco de apartamentos da Rua Monsenhor José de Freitas Fortuna, 36 no Bairro Capitão Moreira de Carvalho e 18 em moradias particulares cujos contadores são de difícil acesso. Seguem-se outras monstagens por todo o concelho. Este investimento ascende a 30.729 euros e resultou de uma candidatura a apoios da ERSARA (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos dos Açores), que atingiram 80% do total que foi aplicado. |X|

|| SOUTO GONÇALVES texto

Variante muda de traçado

Primeiro encontro oficial entre o presidente da câmara da Horta e o presidente do governo, no Faial fotografia direitos reservados

Os presidentes do Governo Regional dos Açores e da Câmara Municipal da Horta encontraram-se para abordar várias questões relacionadas com o desenvolvimento do Faial.

Para a audiência de José Bolieiro a José Leonardo, na Casa do Relógio, Colónia Alemã, na tarde de terça-feira, o autarca faialense levou a lista de assuntos previsíveis no momento atual: frente-mar, porto, aeroporto e variante.

Sobre a 2.ª fase, a construir, da via de circulação denominada variante à cidade da Horta, ESCREVI.BLOG, confrontado com a habitual disputa sobre a paternidade das iniciativas políticas, procurou perceber as circunstâncias que envolvem, presentemente, o projeto.

Após a audiência, o gabinete de comunicação da câmara municipal emitiu uma nota informativa onde é referida a “colocação da construção da variante no leque de investimentos do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) do Governo da República”, razão pela qual, afirmou José Leonardo, se justifica avançar para a 2.ª fase da obra, tendo em conta também que o quartel dos bombeiros está em construção e a frente-mar continuará a avançar.

Apresentada desta maneira a questão da variante e sem que o presidente do governo tivesse feito alusão concreta ao assunto, tudo indicava que o presidente do município faialense obtivera, logo na primeira reunião com o chefe do executivo açoriano, uma importante conquista para o Faial.

Solicitado a clarificar as palavras de José Leonardo, o gabinete de comunicação da câmara precisou que o projeto da variante foi inscrito no PRR pelo governo regional anterior, satisfazendo a reivindicação do edil da Horta, que, por sua vez, no encontro de terça-feira com presidente do governo, reforçou a sua pretensão.

ESCREVI.BLOG, entretanto, procurou saber o ponto da situação das “démarches” para a construção da variante, confrontando a secretária regional das Obras Públicas e Comunicações com a sua inclusão no PRR.

Ana Carvalho contou a ESCREVI.BLOG que o PRR que recebeu do governo anterior referia, no que toca à rede viária regional, uma verba de 60 milhões de euros (ME) para executar 200 quilómetros de estrada.

Interrogada diretamente sobre a quem pertence a iniciativa de introdução da variante à cidade da Horta no PRR, Ana Carvalho respondeu que foi uma decisão do executivo de José Manuel Bolieiro.

Instada a divulgar o custo da obra, a secretária regional informou que o projeto está a ser reformulado e que, por isso, ainda não é quantificável, mas o investimento será suportado pela União Europeia, cabendo à região apenas o pagamento do IVA.

Sobre as alterações em curso explicou que o objetivo é modificar o traçado, para que seja “uma verdadeira variante e não uma rua de uma zona residencial”.

FAIALENSES PRESOS NA ESPERANÇA

A cimeira Bolieiro — Leonardo, embora tenha um significado político importante, acabou por não se traduzir em nada, ou quase nada, de concreto.

Ficaram, no entanto, expressas as melhores intenções de parte a parte, com o presidente do governo a falar da continuidade de compromissos anteriormente assumidos, enquanto o presidente da câmata sinalizou a sua atitude “leal e construtiva”, não esquecendo “o princípio da defesa do Faial e dos faialenses.”

Sem nunca abrir o jogo, pelo menos diante dos microfones, José Manuel Bolieiro deixa os faialenses presos na esperança de boas decisões e melhores execuções.

O executivo ainda não tem os seus instrumentos básicos de governação — plano de médio prazo, para a legislatura (4 anos) e plano e orçamento anuais —, por isso só a fé é que pode salvar, por enquanto, a ilha do Faial, uma das mais contestatárias dos últimos anos.

Talvez porque ainda não está na hora de “mostrar os dentes”, as forças vivas locais optaram por uma atitude tolerante apesar das mãos vazias com que algumas figuras locais saírem dos “briefings” com Bolieiro, que costuma ser colocado no primeiro lugar do pódio dos negociadores.

Por exemplo, Davide Marcos, presidente da Câmara do Comércio e Indústria da Horta, aceitou de bom grado, conforme se percebeu das suas declarações à imprensa, a manutenção das “gateways” do Faial e Pico, sem questionar, pelo menos publicamente, as condições em que a operação da SATA passará a fazer-se. Recorde-se, no entanto, que até há bem pouco tempo, o número de ligações semanais entre Lisboa e a Horta era um cavalo de batalha bem montado. Admite-se, como atrás referido, que o momento não seja o indicado para pôr o assunto em cima da mesa. Poderá, no entanto, haver quem pense que a hora certa é esta.

O mesmo se pode dizer do omnipresente em matéria de aviação, viagens aéreas, SATA, TAP e líder do grupo do Facebook Aeroporto da Horta, Dejalme Vargas, manifestamente crente, como se lhe ouviu na Antena 1 Açores, na boa intenção de a região passar a fazer parte da solução dos problemas que têm afetado o Faial neste sector. Quanto a prazos e outras exigências, “cala-te boca”, dir-se-ia em linguagem popular.

Igualmente liso no trato, José Leonardo sempre lembrou a José Bolieiro que o Faial vai ter mais dois hotéis (no Carmo e no Largo do Bispo) e que, por isso, é preciso “mais turismo e mais gente para o Faial”. Também recordou ao seu antigo homólogo da câmara de Ponta Delgada que o governo de Vasco Cordeiro prometeu contribuir para a frente-mar da Horta e sobre o porto disse não querer que a obra “fique parada e perdida no tempo”.

Tudo isto num clima de cordialidade que se saúda, mas que contrasta com algum destemperamento quando os interesses político-pessoais, ou a pressão da opinião pública, fazem soar os alarmes. Então, é assistir a comunicados e conferências de imprensa à fartazana! Ou manifestações. |X|

SOUTO GONÇALVES TEXTO