CHUVA INTENSA A COMEÇAR O DIA

De acordo com as previsões meteorológicas o Faial está a ser fustigado desde a madrugada desta segunda-feira, 8 de novembro, por fortes chuvadas

Entre as 6 e as 7 horas o valor da pluviosidade na ilha do Faial atingiu os 12 mm. A chuva tem caído a espaços com grande intensidade. As estradas, a certa altura, ficaram cobertas de água, o que dificulta a circulação rodoviária.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) tem em vigor um aviso amarelo até às 5 horas de amanhã, prevenindo contra “precipitação por vezes forte, acompanhada de trovoada” no Grupo Central do arquipélago em resultado de “uma superfície frontal fria com ondulações”.

Previsão do estado do tempo para hoje, segunda-feira, para o Grupo Central dos Açores: céu geralmente muito nublado. períodos de chuva por vezes forte; possibilidade de trovoada; vento sul moderado (20/30 km/h), tornando-se bonançoso (10/20 km/h) e rodando para sudoeste. Para amanhã: céu geralmente muito nublado, com abertas para a tarde; possibilidade de trovoada; períodos de chuva na madrugada e manhã, passando a aguaceiros; vento do quadrante leste fraco a bonançoso (05/20 km/h). |X|

CHUVA E TROVOADA A CAMINHO

Arquipélago dos Açores sob aviso amarelo de mau tempo. Grupo Central em alerta a partir das 18 horas deste domingo

Depois de, a meio da semana finda, o Faial ter sido fustigado por fortes chuvadas e uma trovoada intensa, ainda que breve, o mesmo quadro meteorológico poderá repetir-se, com início ao fim da tarde de hoje, de acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Um aviso do IPMA já está em vigor (desde a meia-noite) nas Flores e no Corvo (Grupo Ocidental) e amanhã à tarde abrangerá São Miguel e Santa Maria (Grupo Oriental). O mau tempo vai passar pelas ilhas do Faial, Pico, São Jorge, Graciosa e Terceira (Grupo Central) durante cerca de 24 horas (entre as 18 horas deste domingo e as 20 horas de segunda-feira), trazendo consigo “precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada”, conforme anuncia o IPMA.

Na passada quarta-feira, recorde-se, choveu intensamente no Faial e uma forte trovoada abateu-se sobre esta ilha provocando cortes de energia elétrica e danificando eletrodomésticos.

PREVISÃO DO ESTADO DO TEMPO

O IPMA, para hoje, domingo, 10 de outubro de 2021, prevê períodos de céu muito nublado com abertas, tornando-se encoberto; períodos de chuva por vezes forte a partir da tarde; condições favoráveis à ocorrência de trovoada a partir da tarde e vento sueste moderado a fresco (20/40 km/h) com rajadas até 50 km/h, rodando para sul.

Para amanhã: céu geralmente muito nublado; períodos de chuva por vezes forte, passando a aguaceiros para o fim do dia; condições favoráveis à ocorrência de trovoada e vento sul bonançoso a moderado (10/30 km/h), rodando para oeste para o fim do dia. |X|

| Fotografia de arquivo, com direitos reservados

Chuva e trovoada amanhã

Uma tarde e uma madrugada de chuva anunciam-se

O Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), com base em informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), publicou um aviso amarelo em face da previsão de chuva “por vezes forte” no Grupo Central do arquipélago, que se poderá fazer “acompanhar de trovoada”.

O aviso entrará em vigor às 15 horas de amanhã e termina pelas 3 horas do dia seguinte.

Foi também emitido o mesmo aviso para o Grupo Oriental dos Açores. No Grupo Ocidental o alerta amarelo, o mais baixo de uma escala de três (laranja e vermelho), vigorará das 9 às 18 horas de amanhã.

Recorde-se que, quanto à precipitação, o nível amarelo corresponde à queda de chuva em quantidade equivalente a 10 a 20 mm/h.

NOVO PRESIDENTE DO SRPCBA

Enquanto isto assinala-se hoje o Dia Mundial da Proteção Civil, ocasião aproveitada pelo secretário regional da Saúde e Desporto, que tutela o SRPCBA, para um encontro com funcionários e responsáveis deste serviço.

Também hoje foi assinado o despacho de nomeação do novo presidente do SRPCBA, brigadeiro-general Eduardo Faria, da Força Aérea, que foi comandante da Base Aérea N.º 4, na ilha Terceira e da Zona Aérea dos Açores e experimentado piloto dos populares helicópteros “Puma”.

Clélio Meneses afirmou esperar que Eduardo Faria “traga uma nova dinâmica à proteção civil açoriana, que em breve vai dispor de nova orgânica, capaz de trazer mais eficácia e melhor organização ao serviço”. |X|

SOUTO GONÇALVES texto | NELSON SILVA fotografia de arquivo